http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

World Series: Cesar Ramos larga em quinto, mas sofre batida e abandona em Moscou

Piloto brasileiro tinha grandes chances na prova deste domingo, mas foi envolvido em um acidente logo após a largada

Um acidente logo após a largada colocou fim às chances do brasileiro Cesar Ramos na prova do último domingo, 15, válida pela 5ª etapa da World Series by Renault no novo autódromo de Moscou, na Rússia. O piloto da equipe Lotus partia da quinta colocação, entre os 26 pilotos na disputa, e estava confiante para a corrida.

A confusão começou logo na primeira curva, quando o pole Jules Bianchi, da Tech 1, e o dinamarquês Marco Sorensen, da Lotus, bateram na briga pela ponta. Bianchi perdeu posições e, logo em seguida, Sam Bird, da ISR, e Sorensen envolveram Ramos, que vinha logo atrás, em outro acidente.

Ainda na primeira volta, Bianchi rodou novamente e levou com ele Nico Muller, da Draco. Com cinco carros acidentados, o Safety Car entrou na pista e a relargada só aconteceu após sete voltas. No final da prova, a vitória ficou com o francês Arthur Pic, da Dams.

“Realmente foi uma pena não ter conseguido passar desta confusão. De repente, eu estava no meio, entre o Sorensen e o Bird e fui tocado dos dois lados”, comentou Ramos.

“O carro era rápido, não fui atrapalhado como sábado no classificatório e ia largar bem. Com certeza, daria para brigar por um pódio”, lamentou o jovem piloto brasileiro. Na prova de sábado, 14, Ramos também não conseguiu largar. O gaúcho teve um problema no câmbio ainda nos boxes e nem alinhou o seu carro no grid.

Essa foi a segunda etapa que o brasileiro disputou com a equipe Lotus na temporada 2012. Ele substituiu o piloto Richie Stanaway, que se acidentou na Bélgica e não deve mais retornar à competição neste ano.

Atualmente, Ramos conta com o apoio da empresa Fras-le, que também está com a sua marca no carro do dinamarquês Marco Sorensen. Ramos, no entanto, ainda busca patrocínio para continuar correndo na Europa.

Confira o resultado da 2ª prova em Moscou:

1 – Arthur Pic – Dams – 27 voltas em 43’55″135
2 – Walter Grubmuller – P1 – 12″795
3 – Kevin Korjus – Tech 1 – 19″764
4 – Andre Negrao – Draco – 20″599
5 – Alexander Rossi – Arden Caterham – 21″155
6 – Carlos Huertas – Fortec – 21″834
7 – Jules Bianchi – Tech 1 – 26″272
8 – Will Stevens – Carlin – 29″769
9 – Mikhail Aleshin – RFR – 31″511
10 – Kevin Magnussen – Carlin – 32″279
11 – Daniil Move – P1 – 32″800
12 – Jake Rosenzweig – ISR – 39″013
13 – Zoel Amberg – Pons – 40″032
14 – Lucas Foresti – Dams – 40″979
15 – Antonio Felix Da Costa – Arden Caterham – 41″772
16 – Nick Yelloly – Comtec – 49″447
17 – Robin Frijns – Fortec – 49″906
18 – Nikolay Martsenko – BVM Target – 54″839
Não completaram
Vittorio Ghirelli
Nico Muller
Cesar Ramos
Marco Sorensen
Sam Bird
Anton Nebilitskiy
Sergey Sirotkin
Yann Cunha

Para saber mais sobre o piloto, acesse o site oficial: www.cesarramosracing.com

Texto: Fernanda Gonçalves / Mayara Munhoz – (11) 3473.4845 / (11) 8245.4511
Imagem: Paolo Pellegrini


2256 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response