http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Vitória nas 4 Horas de Curitiba veio na estreia da Lamborghini de Longo e Serra

Campeonato abriu a temporada 2018 na capital paranaense neste sábado, com um grid de peso tanto de pilotos, quanto de belos modelos de carros na pista

A novíssima Lamborghini Huracan, campeã das 24 horas de Daytona, não poderia ter tido estreia melhor no Brasil. Comandada pela dupla Daniel Serra e Chico Longo e preparada pela equipe TMG-Via Itália do experiente Thiago Meneghel, a máquina Italiana inscrita sob o número #19 venceu neste sábado as 4 Horas de Curitiba, prova que abriu a temporada 2018 da Endurance Brasil. O grid ainda contou com outros nomes de peso, como Ricardo Maurício, David Muffato, Xandy e Xandinho Negrão, a categoria deu o pontapé inicial para uma temporada de sete etapas que prometem muitas disputas e um campeonato bastante competitivo.
336479_786624_bt5d1637
Ao todo, 30 carros compuseram o grid, composto por cinco categorias. A pole position foi do campeão do Brasileiro de Marcas 2017, Vicente Orige, que com o AJR #88 (JLM Racing), chefiada por Juliano Moro, com o tempo de 1.13.265. A largada aconteceu às 14h, sob um sol escaldante bastante atípico nessa época do ano na capital paranaense, mas durante a prova boas surpresas nas paradas obrigatórias, onde depois de duas horas de prova a chuva deu as caras, além de várias intervenções do safety car por acidentes no decorrer da prova.

A liderança da prova passou por vários líderes, até às 18h em ponto, Daniel Serra cruzar a linha de chegada em primeiro lugar, seguido dos atuais campeões da categoria Ricardo Maurício/Marcel Visconde com o Porsche 911 GT3 R #70 (Stuttgart Motorsport), e de Xandy e Xandinho Negrão com Mercedes AMG GT3 #09 (Scuderia 111).

Enquanto a briga pela vitória na prova era bastante acirrada entre os três GT3, as outras categorias não deixaram por menos e o que se viu na pista foram boas emoções e luta das equipes pela melhor estratégia na busca pela vitória.

Na categoria GT4, a vitória foi de Sergio e Guilherme Ribas (BMW M3 GTR #63 – MC Tubarão), na classe P1 dos potentes protótipos, quem levou a melhor foi o campeoníssimo MC Tubarão #05, de Tiel de Andrade e Julio Martini. Na P2, o topo do pódio foi de Cali Crestani e Fernando Stedile (Tornado #03). Na P3, os irmãos Gustavo e Rafael Simon conquistaram a vitória com o MRX #56 (Motorcar Racing).

Em 2018, o Endurance Brasil tem apoio da Stuttgart Porsche, com quatro etapas do campeonato acontecendo em programação conjunta com eventos do Porsche Club Brasil. “Sem falsa modéstia, a vinda da Stuttgart Motorsport em 2017 levantou o campeonato como um todo. Ele já vinha crescendo, mas a entrada de nossa equipe atraiu público e motivou a entrada de mais pilotos e carros mais rápidos”, avaliou Marcel Visconde. “Ter o Porsche Club Brasil no contexto é muito bom. A marca tem um histórico fantástico no esporte a motor, e o Porsche Club também cria pilotos. Andar com um Porsche em um evento como este é bom para a marca, para o clube e para os entusiastas”, finalizou.

A próxima etapa acontece no dia 30 de junho no Autódromo de Interlagos, São Paulo.

Resultado final da 4 Horas de Curitiba:
1º. Daniel Serra/Chico Longo (Lamborghini Huracán #19), 140 voltas
2º. Marcel Visconde/Ricardo Mauricio (Porsche 911 GT3 R #70), 139 voltas
3º. Xandy Negrão/Xandinho Negrão (Mercedes-Benz AMG GT3 #09), 138 voltas
4º. Tiel Andrade/Júlio Martini (MC Tubarão #05), 134 voltas
5º. Cláudio Ricci/Fernando Poeta/Beto Giacomello (MCR-Lamborghini #18), 133 voltas
6º. Daniel Claudino/Ian Ely (MCR-VW Turbo #71), 132 voltas

Confira o resultado dos três primeiros colocados em cada categoria do Endurance Brasil

GT3
1º. Daniel Serra/Chico Longo (Lamborghini Huracán #19)
2º. Marcel Visconde/Ricardo Mauricio (Porsche 911 GT3 R #70)
3º. Xandy Negrão/Xandinho Negrão (Mercedes-Benz AMG GT3 #09)

GT4
1º. Sergio Ribas/Guilherme Ribas (BMW M3 GTR #63)
2º. Henry Visconde/Carlos de Andrade (Audi RS3 #64)

P1
1º. Tiel de Andrade/Julio Martini – (Tubarão #05)
2º. Cláudio Ricci/Fernando Poeta/Humberto Giacomello (MCR Lambo #18)
3º. Ian Ely/Daniel Claudino (MCR #71)

P2
1º. Cali Crestani/Fernando Stedile (Tornado #03)
2º. Henrique Assunção/Fernando Fortes/Emilio Padron/Fernando Ohashi (MRX #75)
3º. Carlos Antunes/Yuri Antunes/R. Dalpont (MRX #72)

P3
1º. Rafael Simon/Gustavo Simon (MRX #56)
2º. C.Cignetti/R. Furquim/J. P. Magalhães (Protótipo #77)
3º. C. Brockveld/R. Bonora/R. Holtmann (Protótipo #131)

MS2 Comunicação
Fotos: Bruno Terena


205 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.