http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Stock Car terá tempo curto (e água) em Salvador

Campeonato terá apenas dois dias de atividades nas ruas do Centro Administrativo da Bahia, com a ameaça constante da chuva a qualquer momento

Mais difícil e mais curto. Assim será o final de semana dos pilotos da Copa Caixa Stock Car no circuito de Salvador, palco da próxima etapa da temporada 2012, neste domingo (26). Ao contrário do normal, serão apenas dois dias de atividades, pelo fato de a pista ser formada pelas ruas do Centro Administrativo da Bahia (CAB), que só serão fechadas no fim da sexta-feira.

Popó Bueno


Com isso, os pilotos terão apenas a manhã de sábado e dois treinos livres para ajustar o carro de olho na classificação, que acontece no período vespertino. Na tomada de tempos, cada piloto terá direito a apenas duas voltas rápidas para obter uma boa posição no grid de largada. E tudo isso pode ter o acréscimo da pista molhada.

De acordo com o Instituto Climatempo, os dois dias de atividades terão água, algo que já era esperado pelos membros do Linha Sucralose Racing Team. O sábado terá a presença do sol entre nuvens, mas a chuva pode vir a qualquer hora, com ventos de até 19 km/h e temperaturas entre 19 e 27°C. Já o domingo promete chuva para o dia inteiro.

“É sempre assim, em Salvador cai uma pancada d’água e para. Em 2010, caiu o mundo antes da corrida e depois, mas a prova foi no seco. Aqui, precisamos estar preparados para agir rapidamente, pois o tempo de reação a tudo tem de ser bem rápido”, destaca o paranaense Ricardo Zonta, ex-piloto de Fórmula 1, líder do Linea Sucralose Racing Team e um destaques da categoria.

Ricardo Zonta


A chance de chuva aumenta mais a preocupação dos pilotos e engenheiros com a classificação, pois largar na frente é essencial nas ruas de Salvador em qualquer circunstância, principalmente em piso molhado, segundo Popó Bueno, que conduz o carro #74 da equipe azul e branca.

“Toda pista de rua é de difícil ultrapassagem e largar no meio do pelotão é ficar ‘encaixotado’ entre outros carros. Por isso, uma boa posição de largada será fundamental, pois, se chover, será impossível ultrapassar”, relata Popó. A corrida que marca a sétima etapa do ano está marcada para as 9h35 de domingo, com transmissão ao vivo da Rede Globo.

Texto: MS2 Comunicação
Fotos: Luca Bassani


1917 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response