http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Stock Car: Nunes e Leite animados para a etapa no circuito de rua de Ribeirão Preto

Largar entre os primeiros será essencial para buscar um bom resultado no primeiro circuito de rua da temporada

Os pilotos da Copa Caixa Stock Car enfrentam, neste domingo (20), o primeiro circuito de rua da temporada. A 4ª etapa de 2012 será realizada na cidade de Ribeirão Preto. Os pilotos da Hot Car Competições (Bardahl / Promax), Eduardo Leite e Diego Nunes, estão animados para encarar as ruas da cidade do interior de São Paulo.

O GP de Ribeirão Preto é um desafio diferente para os pilotos. O traçado de 2.395 metros passa pelas ruas da cidade e possui, em apenas alguns pontos, no máximo 10 metros de largura. Diego Nunes, que no último ano terminou em 18º, elogiou o circuito.

“Ribeirão é um dos melhores circuitos de rua do Brasil. Andei bem nos últimos dois anos e, com o carro equilibrado, tenho certeza que vamos conseguir andar na frente”, destacou.

O piloto Diego Nunes disputando posição em Curitiba com Tuka Rocha.

O companheiro Eduardo concordou, mas se mostrou insatisfeito com o formato dos treinos.

“Gosto do circuito de rua. Só é uma pena que não tenha muito treino”, declarou o piloto, lembrando que os tradicionais treinos de sexta-feira não acontecem em Ribeirão. Os pilotos fazem os treinos livres e os classificatórios no sábado e a corrida no domingo.

O piloto Eduardo Leite em prova realizada no Velopark no último cinco de maio.

As ultrapassagens tão frequentes na Stock Car também são mais raras no circuito de Ribeirão, por causa das ruas estreitas da cidade. Andando pela terceira vez no GP, Nunes destacou a importância de conseguir largar no domingo em uma boa colocação.

“Tem que largar na frente. A ultrapassagem é difícil até mesmo com o push-to-pass (sistema de ultrapassagem que dá um ganho de potência ao motor). Acho que todos vão usar o push na classificação. Estamos só pensando em largar bem, não vamos poupar pneu, vamos usar novos para andar bem rápido. 90% do trabalho será feito para largar bem”, explicou o piloto, que foi o 10º colocado na etapa do Velopark (RS), realizada há duas semanas.

O piloto Eduardo acelerando forte no circuito de Curitiba.

Na última temporada, Eduardo Leite fez uma boa corrida em Ribeirão. Depois de bater nos treinos livres e largar em 27º, o piloto conseguiu terminar em 13º.

“Mesmo com a batida, fomos bem na corrida. No Velopark, também andei bem, mas infelizmente fui envolvido no acidente da largada. Estamos com uma boa expectativa e bem esperançosos para essa corrida em Ribeirão”, finaliza Leite. No último final de semana, o piloto conquistou uma vitória na nova categoria Sprint Race, em Interlagos (SP).

Um a um na classificação – Por ser uma pista de rua, o treino classificatório tem um formato diferente em Ribeirão. Os pilotos saem um a um. “Cada um sai sozinho e dá duas voltas lançadas. Isso diminui o risco de ser atrapalhado por um acidente”, explica o chefe da equipe Hot Car, Amadeu Rodrigues.

Há dois anos, a equipe conquistou um pódio no traçado (um terceiro lugar com Antonio Pizzonia), o que faz da etapa especial para o time. “Mesmo quando tivemos problemas, nas corridas de Ribeirão sempre andamos bem. A pista não mudou e já estamos coletando todos os dados para dar um bom carro aos nossos pilotos. Estamos animados”, continuou o comandante do time.

“Claro que um circuito de rua é sempre mais perigoso. Uma batida pode atrapalhar tudo. Não chega a ser uma loteria, mas todo cuidado é pouco. Agora vamos estudar bem sobre o push-to-pass. É imprescindível largar bem em Ribeirão e acredito que a maioria das equipes irá usar o dispositivo no classificatório. Mas vamos aguardar a decisão dos organizadores com relação ao tempo de uso do sistema, porque uma coisa é certa também: na corrida do ano passado o push fez uma diferença enorme. Apertava e passava. Então vamos aguardar”, finalizou Rodrigues.

Diego Nunes

Os treinos para o GP de Ribeirão Preto começam neste sábado (19), a partir das 8h30. No domingo (20), a prova terá sua largada às 9h35, com transmissão ao vivo pela TV Globo.

A equipe Hot Car Competições tem o patrocínio das empresas Bardahl, Promax, Garoto e Hanier na temporada 2012 da Copa Caixa Stock Car.

Veja a programação para a etapa de Ribeirão Preto:

Sábado, dia 19
08h30 – 09h10 1º Treino Livre / Máx. 25 voltas (1º Grupo)
09h20 – 10h00 1º Treino Livre / Máx. 25 voltas (2º Grupo)
11h45 – 12h25 2º Treino Livre / Máx. 25 voltas (1º Grupo)
12h35 – 13h15 2º Treino Livre / Máx. 25 voltas (2º Grupo)
15h00 – 15h50 Classificação

Domingo, dia 20
09h35 Largada (40 min de prova + 1 volta)

Classificação do campeonato, após três etapas:

1 – Ricardo Maurício – 55 pontos
2 – Valdeno Brito – 50
3 – Daniel Serra – 47
4 – Cacá Bueno – 44
5 – Max Wilson – 38
6 – Nonô Figueiredo – 37
7 – Átila Abreu – 34
8 – Julio Campos – 27
9 – Marcos Gomes – 26
10 – David Muffato – 25
11 – Luciano Burti – 21
12 – Thiago Camilo, Allam Khodair e Denis Navarro – 20
15 – Galid Osman e Lico Kaesemodel – 19
17 – Diego Nunes – 17
18 – Rodrigo Sperafico – 16
19 – Ricardo Zonta – 15
20 – Antônio Pizzonia – 14
21 – Vitor Meira – 13
22 – Ricardo Sperafico – 10
23 – Felipe Maluhy e Alceu Feldmann – 9
25 – Xandinho Negrão – 8
26 – Pedro Boesel e Giuliano Losacco – 7
28 – Duda Pamplona – 6
29 – Tuka Rocha – 5

Texto: FGCom (Fernanda Gonçalves / Mayara Munhoz) – (11) 8245.4511
Imagens: Automobilismo em Foco (Fernando Peres Nunes)


2013 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response