http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Stock Car: Com ritmo de Top-10, irmãos Sperafico ficam presos no tráfego em Londrina

Rodrigo ficou a apenas 0s2 da média dos tempos dos dez primeiros colocados, e a 0s4 da melhor marca do dia, de Luciano Burti. Para Ricardo, treino de classificação também acabou sendo determinante para o resultado final da corrida

Reconhecido como um dos circuitos que mais dificultam as manobras de ultrapassagem entre as dez pistas que integram a temporada de 2012 da Stock Car, o autódromo de Londrina honrou neste domingo (1/7) sua tradição de aproximar os adversários e sediou uma das provas literalmente mais apertadas deste início de campeonato. Nos dois pelotões mais disputados do grid – que, juntos, reuniram 13 dos 32 pilotos inscritos -, a diferença média entre os carros foi de pouco mais de três décimos de segundo.

Com tamanha dificuldade para ultrapassar em condições normais, e apenas quatro usos do botão de ultrapassagem disponíveis para a maioria dos pilotos, era natural que as posições de largada tivessem grande influência no resultado final da prova de Londrina – e foi exatamente isso o que ocorreu no circuito paranaense neste domingo.

“Como usamos uma vez o botão de ultrapassagem na largada, o que é natural até mesmo para evitar a perda de posições, na corrida ficamos com apenas três possibilidades para o uso desse recurso”, comentou Ricardo Sperafico. “Com isso, apesar de eu ter um bom carro nas mãos, acabei não conseguindo ir além do 15o lugar, que foi justamente minha posição de partida”, comentou o paranaense, que disputa a temporada de 2012 pela equipe Prati-Donaduzzi.

Com ritmo de corrida para estar entre os Top-10 na etapa de Londrina, Rodrigo Sperafico também ficou preso no tráfego e deixou de pontuar pela primeira vez na temporada de 2012 da Stock Car. Vítima do acaso no treino de classificação, quando não conseguiu fechar sua melhor volta rápida em razão de uma bandeira vermelha, Rodrigo largou da 25a posição e recebeu a bandeirada final em 21o.

“Tive um ritmo realmente muito bom nessa etapa, o que mostra que o rumo que encontramos para o acerto do carro está correto. Tivemos um salto de desempenho neste fim de semana, e minha expectativa era ter largado entre os dez ou 15 primeiros neste domingo. Embora minhas melhores voltas tenham sido muito próximas às dos primeiros colocados, fiquei preso no tráfego e não consegui grande evolução”, comentou o piloto.

A vitória na etapa de Londrina da Stock Car ficou com Cacá Bueno. Luciano Burti e Daniel Serra completaram o pódio. Veja como terminou a etapa deste domingo no Paraná:

1) Cacá Bueno (Red Bull Racing – Chevrolet), 35 voltas em 42min09s982
2) Luciano Burti (Itaipava Racing Team – Peugeot), a 1s659
3) Daniel Serra (Red Bull Racing – Chevrolet), a 6s894
4) Thiago Camilo (RCM Motorsport – Chevrolet), a 9s836
5) Ricardo Maurício (Eurofarma RC – Chevrolet), a 10s205
6) Valdeno Brito (Shell Racing – Peugeot), a 10s334
7) Marcos Gomes (Medley Full Time – Peugeot), a 10s604
8) Júlio Campos (Carlos Alves Comp. – Peugeot), a 11s225
9) Max Wilson (Eurofarma RC – Chevrolet), a 11s576
10) Antonio Pizzonia (Comprafacil Nascar JF – Peugeot), a 15s392
11) Nonô Figueiredo (Mobil Super Pioneer Racing – Chevrolet), a 18s773
12) Ricardo Zonta (Linea Sucralose – Chevrolet), a 19s144
13) Átlia Abreu (Mobil Super Pioneer Racing – Chevrolet), a 32s005
14) Lico Kaesemodel (RCM Motorsport – Chevrolet), a 32s239
15) Ricardo Sperafico (Prati-Donaduzzi Racing – Peugeot), a 32s353
16) Diego Nunes (Hot Car Competições – Chevrolet), a 32s656
17) Popó Bueno (Linea Sucralose – Chevrolet), a 32s983
18) Denis Navarro (Vogel Motorsport – Chevrolet), a 33s351
19) David Muffato (Itaipava Racing Team – Peugeot), a 33s661
20) Xandinho Negrão (Medley Full Time – Peugeot), a 34s106
21) Rodrigo Sperafico (Prati-Donaduzzi Racing – Peugeot), a 34s383
22) Pedro Boesel (Comprafacil Nascar JF – Peugeot), a 38s809
23) Tuka Rocha (BMC Racing – Chevrolet), a 39s566
24) Vitor Meira (Officer ProGP – Chevrolet), a 39s834
25) Galid Osman (BMC Racing – Chevrolet), a 40s930
26) Duda Pamplona (Officer ProGP – Chevrolet), a 41s290
27) Eduardo Leite (Hot Car Competições – Chevrolet), a 54s641
28) Rafael Daniel (Bassani Racing – Peugeot), a 56s444
29) Patrick Gonçalves (Carlos Alves Comp. – Peugeot), a 1min05s219
30) Allam Khodair (Vogel Motorsport – Chevrolet), a 1 volta
31) Alceu Feldmann (Shell Racing – Peugeot), a 3 voltas

Texto: Inova Comunicação – Rafael Durante – (11) 7320 8666 / 93*19045
Imagens: José Mario Dias


1989 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response