http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Stock Car: Cacá Bueno vence a primeira prova da temporada

Em final emocionante o piloto da Red Bull Racing consegue a vitória a duas voltas do término da corrida

Não faltou emoção na abertura da 35ª temporada da Stock Car, neste domingo, 3, no Autódromo Internacional de Interlagos, em São Paulo.

Depois de conquistar a primeira pole da carreira, numa excelente performance no sábado, Júlio Campos (Mico’s Racing) fez uma boa largada e manteve a liderança nas primeiras voltas da corrida, até a hora que entrou nos boxes para reabastecimento. Logo na após a primeira volta muitos pilotos aproveitaram e fizeram a parada para reabastecer.

Cacá Bueno garantiu a vitória na penúltima volta

Cacá Bueno garantiu a vitória na penúltima volta


Com as paradas Átila Abreu (Mobil Super Pionner Racing), que largou na 11ª posição do grid, assumiu a liderança da prova, retardando a parada para o meio da corrida, quando entrou nos boxes, reabasteceu e fez a troca de pneus voltando na terceira posição, atrás de Fábio Fogaça (Vogel Motorsport) e Vitor Genz (Gramacho Competições), que ainda não haviam parado.

Com a entrada de Fogaça nos boxes a corrida teria um novo líder, o gaúcho Genz, que numa estratégia ousada segurou a entrada de reabastecimento até as voltas finais, quando não dava mais para esperar a parada.

O gaúcho Vítor Genz liderou por algumas voltas

O gaúcho Vítor Genz liderou por algumas voltas


Mas o melhor da prova estava reservado para as voltas finais. Átila Abreu segurava a liderança com uma boa folga, quando Cacá Bueno e Valdeno Brito (Shell Racing) se aproximaram do líder. Faltando apenas duas voltas para o final Átila Abreu, Cacá Bueno e Valdeno Brito protagonizaram uma bela disputa pela primeira posição. Valdeno conseguiu ultrapassar Cacá e Átila, mas no miolo da pista os três continuavam a disputa, eles chegaram a fazer três curvas lado a lado, até que na subida do laranjinha Cacá Bueno, por dentro, levou a melhor e assumiu a liderança. Átila, com falta de combustível, perdeu várias posições e acabou a prova na 12ª colocação.

A próxima etapa será nos dias 16 e 17 de março no Autódromo Internacional de Curitiba.

Veja a classificação da corrida:

1. Cacá Bueno (Red Bull Racing) – Chevrolet: 25 voltas em 43min21s489
2. Valdeno Brito (Shell Racing) – Peugeot: a 0.763
3. Ricardo Maurício (Eurofarma RC) – Chevrolet: a 7.906
4. Daniel Serra (Red Bull Racing) – Chevrolet: a 11.861
5. Tuka Rocha (BMC Racing) – Chevrolet: a 15.462
6. Max Wilson (Eurofarma RC) – Chevrolet: a 15.639
7. Allam Khodair (Vogel Motorsport) – Chevrolet: a 22.250
8. Luciano Burti (Boettger Competições) – Peugeot: a 22.367
9. Fábio Fogaça (Vogel Motorsport) – Chevrolet: a 23.868
10. Rafa Matos (Hot Car Competições) – Chevrolet: a 26.834
11. Galid Osman (Ipiranga-RCM) – Chevrolet: a 28.370
12. Atila Abreu (Mobil Super Pionner Racing) – Chevrolet: a 28.591
13. Marcos Gomes (Carlos Alves) – Chevrolet: a 30.464
14. Ricardo Sperafico (Prati-Donaduzzi) – Chevrolet: a 31.167
15. Lico Kaesemodel (Boettger Competições) – Peugeot: a 31.184
16. Diego Nunes (RC3 Bassani) – Peugeot: a 35.926
17. Wellington Justino (Hot Car Competições) – Chevrolet: a 40.571
18. Vitor Genz (Gramacho Racing) – Peugeot: a 51.813
19. Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – Chevrolet: a 55.023
20. Duda Pamplona (Officer Pro GP) – Chevrolet: a 55.783
21. Popó Bueno (Shell Racing) – Peugeot: a 56.161
22. Rodrigo Pimenta (Gramacho Racing) – Peugeot: a 1:01.899
23. Ricardo Zonta (BMC Racing) – Chevrolet: a 1:21.911
24. Nonô Figueiredo (Mobil Super Pionner Racing) – Chevrolet: a 1:22.460
25. Rubens Barrichello (Medley/Full Time) – Chevrolet: a 1:30.068
26. Denis Navarro (Voxx Suplementos) – Peugeot: a 1 volta
27. Beto Cavaleiro (Hanier Racing) – Peugeot: a 1 volta.
28. Sérgio Jimenez (Full Time Competições) – Peugeot: a 2 voltas
29. Alceu Feldmann (Voxx Suplementos) – Chevrolet: a 2 voltas
30. Julio Campos (Prati-Donaduzzi) – Peugeot: a 9 voltas
31. Patrick Gonçalves (RC3 Bassani) – Peugeot: a voltas
32. David Muffato (Carlos Alves) – Chevrolet: a 17 voltas
33. Felipe Lapenna (Hanier Racing) – Peugeot: a 21 voltas
34. Rodrigo Sperafico (Prati-Donaduzzi) – Chevrolet: a 25 voltas

Texto: Automobilismo em Foco (Murilo Carvalho)
Imagens: Automobilismo em Foco (Fernando Conto Ferreira)


1694 dias ago by in Automobilismo | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response