http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Rodrigo Elger espantou a má sorte e conquistou sua primeira vitória na Fórmula Júnior

Abandonos, safety car e acidentes impediram comemoração nas rodadas anteriores

Piloto da “verdadeira escola para o automobilismo”, o paranaense Rodrigo Elger (Rede Digo´s de Postos | STP) viveu um final de semana praticamente perfeito no Autódromo Internacional de Tarumã, em Viamão (RS), onde disputou a 7ª etapa da Fórmula Júnior. Estreante no automobilismo, o piloto da equipe Pole Racing foi um dos principais nomes da penúltima rodada da competição, criada para servir como principal meio de transição do kartista para os autódromos.

Rodrigo Elger

Rodrigo Elger


Kartista desde os 15 anos, Elger vive uma temporada de muito aprendizado na Fórmula Júnior. Na primeira etapa, em março, com sua participação definida sobre a hora, o piloto chegou ao autódromo sem nunca antes ter tido contato com um carro de corrida, especialmente um Fórmula Júnior. “Até então eu só tinha corrido de kart, mas me adaptei bem ao carro e larguei em 5º. Quando eu já estava em terceiro recebi um toque e terminei em 6º. Depois, na segunda bateria, larguei em 6º e finalizei em 3º”, recorda Elger.

A boa estreia de Rodrigo Elger deixou o piloto entusiasmado, mas acidentes e quebras causaram abandonos nas rodadas seguintes. Além destes imprevistos, o paranaense acabou trocando de equipe e passou a integrar a Pole Racing. E, apesar de uma forte capotagem na 4ª etapa, as provas seguintes foram produtivas para Rodrigo Elger, que por diversas vezes viu sua primeira vitória “bater na trave”. “Sempre acontecia algum imprevisto, como um piloto rodando à minha frente ou uma prova encerrada com safety-car”, cita Elger.

No último domingo (20), em Tarumã, tudo parecia se repetir. Depois de largar em 2º, apenas 35 milésimos mais lento que o pole-position, Rodrigo Elger liderava já com relativa folga após uma intensa disputa quando teve que abandonar com o cabo do acelerador quebrado, a cinco voltas do final. “Fiquei muito triste e chateado, pois a corrida tinha sido perfeita e só faltava a vitória mesmo. Todo mundo da equipe ficou muito triste e o Alemão até chorou”, lembra Elger, referindo-se a seu chefe de equipe. “Mas, depois de passar o nervosismo, conversei com o Alemão e tratamos de levantar a cabeça, já que ambos sabíamos que o carro era rápido e que poderíamos voltar a brigar pela vitória”, completou.

Com o carro completamente revisado, Rodrigo Elger (Rede Digo´s de Postos | STP) partiu da penúltima posição, fez uma boa largada e logo já aparecia entre os primeiros colocados. Nas voltas seguintes o piloto de Maringá, interior do Paraná, já era o terceiro. Concentrado, ele buscou o limite do carro para alcançar os dois primeiros, superou Lucas Alves – até então o 2º – e contou com a má sorte de Gabriel Robe para assumir a liderança.

“O Victor Miranda, que largou atrás de mim, também veio muito forte, mas eu consegui administrar e finalmente conquistei minha primeira vitória, depois de muito trabalho e muita insistência. Espero que esta seja a primeira de muitas vitórias”, vibrou Rodrigo Elger. “Sou muito grato à Pole Racing pelo ótimo trabalho e por sempre confiar em mim, e também ao Neco Viola e ao ‘Dragão’ pelos conselhos, e aos patrocinadores Rede Digo´s de Postos e STP, e à FineArt, pelo apoio”, agradece Rodrigo Elger.

KG COM Assessoria de Comunicação – Erno Drehmer (MTb/RS 14.706)
Imagens: Automobilismo em Foco (Murilo Carvalho)


1512 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response