http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Ricardo Maurício e Max Wilson vencem a corrida em duplas da Copa Petrobras

Conquista foi a terceira do atual bicampeão na temporada

Ricardo Maurício segue na liderança da Copa Petrobras de Marcas. Neste domingo (25/05), ao lado de seu parceiro Max Wilson, Ricardinho venceu a primeira corrida em duplas na história da competição e agora soma 91 pontos na tabela de classificação. Allam Khodair e Ricardo Zonta terminaram em segundo e Vicente Orige e Juliano Moro completaram o pódio.

Max Wilson foi o primeiro a pilotar. Largou na quarta posição e entregou o carro em segundo para Ricardinho, que conquistou a liderança na pista. “Foi um final de semana atípico. Com uma corrida só e em dupla. Escolhi o Max por ser meu companheiro na Stock e por acreditar muito no trabalho que ele faz, desde o kart. Um piloto extremamente rápido, que anda muito na chuva, mas não tinha experiência nenhuma em tração dianteira. Se adaptou muito rápido. Me entregou o carro bem próximo ao Zonta e o Khodair, que lideravam a prova”, comentou Ricardo Maurício.
224353_407368__br_race_0004
Com exceção do primeiro treino livre, de sexta-feira, todas as atividades de pista no final de semana foram realizadas com a pista molhada. De acordo com Max Wilson isso foi benéfico. “Para mim foi melhor que tenha chovido na corrida. Se a pista estivesse seca o resultado poderia ter sido diferente, já que a maioria dos treinos que fiz foram com pista molhada”, comentou.

“Qualquer vitória é uma coisa extremamente legal. Mas esse final de semana para mim foi algo muito especial, por que, independente do resultado, eu estava aqui com um grande amigo meu, que é o Ricardo. Nossa amizade se estreitou muito nos últimos seis anos, pois dividimos equipe na Stock Car. Ele é um amigo e um dos melhores pilotos que o Brasil já teve”, elogiou Max. “Conheço o Juliano a mais de 20 anos e nunca imaginei que um dia correria numa equipe comandada por ele”, acrescentou Max.

Veja como terminou a corrida:

1. Ricardo Maurício/Max Wilson (Honda Civic) – 23 voltas em 53min40s398
2. Allam Khodair/Ricardo Zonta (Toyota Corolla) – a 2.629
3. Vicente Orige/Juliano Moro (Honda Civic) – a 12.957
4. Denis Navarro/Sérgio Jimenez (Toyota Corolla) – a 21.757
5. Alceu Feldmann/Thiago Camilo (Honda Civic) – a 24.455
6. Valdeno Brito/Antonio Pizzonia (Ford Focus) – a 25.875
7. Gustavo Martins/Marcos Gomes (Mitsubishi Lancer GT) – a 59.078
8. Galid Osman/Felipe Lapenna (Toyota Corolla) – a 59.272
9. Eduardo Rocha/Cacá Bueno (Honda Civic) – a 59.693
10. Felipe Gama/André Bragantini (Toyota Corolla) – a 1:01.128
11. Gabriel Casagrande/Julio Campos (Chevrolet Cruze) – a 1:02.612
12. Carlos Souza/Rafael Iserhard (Ford Focus) – a 1:19.334
13. Daniel Kaefer/Fábio Fogaça (Chevrolet Cruze) – a 2:03.499
14. Thiago Marques/Serafin Jr. (Chevrolet Cruze) – a 1 volta
15. Cesar Bonilha /Ulysses Silva (Ford Focus) – a 1 volta
16. Wellington Justion/Diego Freitas (Ford Focus) – a 5 voltas
Não completaram 75% da prova
17. André Cupello/Lucas Molo (Mitsubishi Lancer GT) – a 13 voltas
18. Fabio Carbone/Diego Nunes (Chevrolet Cruze) – a 17 voltas
*Resultado extra oficial

Classificação do campeonato (4 primeiros)
Ricardo Maurício – 91 pontos
Felipe Gama – 66
Vicente Orige – 64
Vitor Meira – 63

Campeonato de Marcas:
Honda – 126 pontos
Toyota – 124
Ford – 100
Chevrolet – 89
Mitsubishi – 23

Dep. de Comunicação Vicar
Fotos: Bruno Terena


1157 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.