http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Porsche Cup: vitórias de Rosset e Constantino “embolam” o campeonato

Duas corridas extremamente disputadas, uma delas sob chuva, equilibraram o campeonato e deixaram três pilotos na luta direta pelo título. Ricardo Baptista ainda é o líder, seguido por Ricardo Rosset e Tom Valle.

Ricardo Rosset e Constantino Júnior usaram a experiência e conquistaram as vitórias nas provas 7 e 8 da Porsche Cup, realizadas neste sábado no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR). Nas duas corridas, muitas disputas pela vitória, vários pilotos disputando posição e algumas saídas de pista proporcionaram um espetáculo emocionante, que terminou com o líder do campeonato, Ricardo Baptista, saindo do Paraná com apenas um ponto de vantagem sobre Rosset.

Uma forte chuva caiu no autódromo meia hora antes do início da prova 7, que abriu a programação do Porsche GT3 Cup Challenge. Apesar de ter parado rapidamente, ela foi suficiente para obrigar os pilotos a largarem com pneus para chuva e levar a direção de prova a iniciar a largada com procedimento de pista molhada (saída sob safety car abrindo o tempo de prova, sem volta de apresentação, com a bandeira verde sendo mostrada na terceira passagem pela linha de chegada). Ricardo Rosset largou muito bem e surpreendeu os adversários ao retardar a freada no final da reta. Entrou por dentro e ganhou duas posições, assumindo a liderança logo na primeira curva. Daí em diante, a prova teve uma disputa eletrizante pela vitória entre os três mais recentes campeões da Cup: Rosset, Constantino Júnior e Ricardo Baptista.

Ricardo Rosset

Ricardo Rosset


Rosset, apesar do forte assédio de Constantino e Baptista, manteve a liderança. Faltando duas voltas para a chegada, Constantino perdeu a freada o final da reta e foi ultrapassado por Baptista. Na curva seguinte, foi a vez de Baptista escapar da pista, devolvendo o 2º lugar a Constantino. Tom Valle terminou em quarto lugar na classificação geral e venceu na categoria Master, com Maurizio Billi em quinto (segundo na Master) e Marcel Visconde em sexto.

Todos os pilotos tiveram muito trabalho para contro seus carros na pista molhada. Para piorar, ela ficou menos úmida no meio da prova, mas a chuva voltou e as condições pioraram mais uma vez. Ainda no início da prova, um acidente na entrada da reta oposta envolveu os pilotos Omilton Visconde Júnior, Charles Reed, Gui Affonso e Sylvio de Barros (este, o único que conseguiu continuar na prova). Na sétima volta, Clemente Lunardi passou reto colidiu seu Porsche na proteção de pneus. Duas voltas depois foi a vez de Daniel Paludo sofrer um acidente muito semelhante. Todos continuaram na corrida.

A segunda prova da Cup foi disputada com pista seca e também ofereceu grandes emoções. Logo após a largada, Pedro Queirolo assumiu a ponta, seguido de perto por Roberto Posses, Marcel Visconde e Maurizio Billi. Baptista, andando muito rápido, se aproximou do grupo e estava em quarto quando colidiu com Tom Valle, perdendo várias posições. Na 8ª volta, a diferença entre o líder e o 8° colocado era de apenas 4 segundos. Enquanto isso, Constantino Júnior, em quarto lugar, “crescia” na prova: passou para 3º quando Posses errou a freada no final da reta, para segundo ao superar Lunardi e assumiu a ponta ao ultrapassar Pedro Queirolo em uma manobra arrojada.
199196_337416_constantino_1_lucabassani
Com muitos carros correndo juntos, os toques foram inevitáveis. Num deles, Maurizio Billi, Daniel Paludo e Sergio Ribas se embaralharam. Faltando duas voltas, havia disputas acirradas pelo 2° lugar entre Queirolo e Lunardi e pelo 4° lugar entre Marcel Visconde e Ricardo Rosset. Constantino seguia com certa tranquilidade na ponta. Na última volta, na saída do Pinheirinho, Queirolo perdeu a freada e Lunardi passou para 2° lugar (primeiro entre os pilotos inscritos na Master). Queirolo, Marcel, Rosset e Baptista subiram ao pódio como os seis primeiros colocados. Cerca de uma hora depois, a direção de prova anunciou uma punição de 20 segundos a Baptista por tê-lo considerado culpado pela colisão com Valle, que assim passou para sexto. Este resultado lhe valeu o segundo lugar na Master e a volta à liderança deste campeonato.

Declarações dos três primeiros colocados em cada corrida

Ricardo Rosset – “Nas voltas de apresentação da primeira corrida, eu havia testado a freada no final da reta e percebi que havia uma boa área de aderência ali. Minha estratégia foi retardar um pouco a freada e consegui pular pra frente. Com chuva é complicado andar na frente, você vai “pisando no escuro”, mas deu tudo certo.”

Constantino Jr. – “A disputa foi difícil. O Ricardo vinha bem tracionando melhor nas curvas e tive que fazer uma prova defensiva. No final, com os desgastes do pneu, foi ficando mais difícil arriscar. A segunda me deixou bastante feliz. Foi muito boa e animada, mas teve que ser disputada com muita paciência. Fiquei parado no acidente do Tom e do Ricardo Baptista, pra não me envolver. Fiz muitas ultrapassagem difíceis e contei com a esportividade dos meus companheiros.”

Clemente Lunardi – “Estou muito feliz! Consegui uma ultrapassagem fantástica no final. Infelizmente teve um único cara que não concordou em me deixar fazer uma prova perfeita e chegou na minha frente… A corrida foi limpa e muito disputada até o fim. O Queirolo estava bem defensivo e eu sabia que só podia dar um bote. No único erro que ele cometeu, eu aproveitei”.

Ricardo Baptista – “A disputa com o Constantino foi muito boa e intensa, mesmo tomando cuidado, as condições de pista eram muito difíceis e isso faz com que cometamos erros. Não sabia que a corrida estava no final e talvez por isso arrisquei para tentar chegar no Ricardo, mas a chuva não permite erros.”

Pedro Queirolo – “No final estava muito difícil segurar o carro, sem aderência. Quando Constantino colocou por fora, preferi manter a posição a arriscar colocar em risco a minha prova e a dele. No final errei uma marcha e o Clemente aproveitou. Com o carro que tinha e tendo ido mal nos treinos, estou feliz com o resultado”.

Porsche Cup, prova 7
1) 88-Ricardo Rosset, 15 voltas em 25:05.385, média de 135,055 km/h
2) 0-Constantino Júnior, a 2.031
3) 27-Ricardo Baptista, a 5.344
4) 99-Tom Valle (M), a 13.916
5) 34-Maurizio Billi (M), a 21.417
6) 15-Marcel Visconde, a 22.178
7) 13-Pedro Queirolo, a 24.330
8) 52-Roberto Posses (M), a 33.060
9) 10-Adalberto Baptista, a 33.991
10) 63-Sérgio Ribas (M), a 40.799
11) 7-Clemente Lunardi (M), a 42.409
12) 9-Guilherme Figueirôa (M), a 47.165
13) 89-Daniel Paludo, a 52.834
14) 30-Cléber Faria, a 1:04.216
15) 105-Vanuê Faria, a 1:07.325
16) 5-Sylvio de Barros, a 1 volta
17) 4-Gui Affonso (M), a 7 voltas (acidente)
18) 36-Charles Reed (M), a 9 voltas (acidente)
19) 11-Omilton Visconde Jr. (M), a 9 voltas (acidente)
(M) pilotos inscritos na classe Master
Melhor volta: Ricardo Baptista, 1:32.163, média de 147,066 km/h

Porsche Cup, prova 8
1) 0-Constantino Júnior, 19 voltas em 26:37.577, média de 161,198 km/h
2) 7-Clemente Lunardi (M), a 2.441
3) 13-Pedro Queirolo, a 3.036
4) 15-Marcel Visconde, a 3.764
5) 88-Ricardo Rosset, a 3.978
6) 99-Tom Valle (M), a 18.498
7) 52-Roberto Posses (M), a 25.196
8) 5-Sylvio de Barros, a 25.527
9) 27-Ricardo Baptista, a 28.213
10) 4-Gui Affonso (M), a 29.295
11) 10-Adalberto Baptista, a 37.139
12) 105-Vanuê Faria, a 38.595
13) 30-Cléber Faria, a 39.055
14) 89-Daniel Paludo, a 1 volta
15) 9-Guilherme Figueirôa (M), a 1 volta
16) 34-Maurizio Billi (M), a 6 voltas (acidente)
17) 63-Sérgio Ribas (M), a 13 voltas (acidente)
18) 11-Omilton Visconde Jr. (M), a 15 voltas (acidente)
Não largou: 36-Charles Reed (M)
(M) pilotos inscritos na classe Master
Melhor volta: Ricardo Baptista, 1:32.163, média de 147,066 km/h

Classificação do campeonato após 8 provas
1) Ricardo Baptista, 115 pontos; 2) Ricardo Rosset, 114; 3) Tom Valle, 92; 4) Fábio Viscardi, 76; 5) Marcel Visconde, 72; 6) Daniel Paludo, 72; 7) Constantino Júnior, 60; 8) Pedro Queirolo, 60; 9) Maurizio Billi, 59; 10) Sylvio de Barros, 58; 11) Marcelo Franco, 56; 12) Guilherme Figueirôa, 49; 13) Adalberto Baptista, 42; 14) Roberto Posses, 39; 15) Clemente Lunardi, 38; 16) Gui Affonso, 33; 17) Charles Reed, 24; 18) Sérgio Ribas, 22; 19) Omilton Visconde Jr., 10; 20) Carlos Falletti, 8; 21) Vanuê Faria, 6; 22) Cléber Faria, 6.

Texto: LetraNova Comunicação
Fotos: Luca Bassani e Chris Fabbri


1560 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response