http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Piquet sofre acidente na segunda etapa do Supermoto Brasil Cup

Fim de semana foi cheio de imprevistos e vitórias

Aconteceu em Barra Bonita (SP), neste domingo (14), a segunda etapa do Supermoto Brasil Cup. A Equipe Piquet Sports Supermoto foi para a pista com o foco e a preparação de praxe.
Os treinos livres começaram no sábado. A pista estava conforme pede a modalidade, parte asfalto, parte terra. Foram realizados ajustes nas motos e tudo estava preparado para as disputas de domingo.
O dia amanheceu com sol e temperatura agradável. Nos treinos cronometrados da categoria SM4, o piloto Simão Lawant garantiu o segundo melhor tempo; na SM1 deu Rafael Fonseca em primeiro e Laszlo Piquet em segundo. O piloto convidado para a SM2 foi o brasiliense Pedro Rehn, de 21 anos, que logo em sua estreia conquistou o primeiro melhor tempo da categoria.

FACTOR MEDIA (6)_600

As largadas começaram e junto vieram os imprevistos. Na primeira bateria da SM4, Simão Lawant teve que administrar um pneu dianteiro furado. Com persistência, terminou a bateria em terceiro lugar. Já na segunda bateria, com tudo ajustado, foi pra cima do primeiro colocado e garantiu a posição da ponta. Com a contagem das duas baterias, Simão garantiu a segunda posição do pódio.
Pedro, que fazia sua estreia na SM2, não se intimidou e foi pra cima dos oponentes. Fera do motocross, tirou de letra os 20% do traçado em terra. Largou na ponta e garantiu a posição nas duas baterias do dia. Subiu no lugar mais alto do pódio.

FACTOR MEDIA (8)_600

A categoria SM1 teve muitos imprevistos e pegas alucinantes. Na primeira bateria, Rafael Fonseca, que largou na frente, fazia uma corrida espetacular, até o pneu traseiro de sua moto furar. A adrenalina do piloto o fez voltar ao box e os mecânicos tiveram que suar a camisa para trocar o pneu a tempo de ele voltar à disputa. Mesmo com duas voltas atrás do primeiro colocado, Fonseca foi otimista e tirou o tempo perdido a cada volta.
A disputa seguia acirrada pela primeira posição, entre Laszlo Piquet e Chiquinho Velasco. Assim que ambos saíram do traçado de terra, uma manobra do piloto Velasco fez com que Piquet tivesse que frear bruscamente sua moto, o que lhe rendeu uma baita queda. O acidente lhe provocou uma osteossintese de fratura trimaleolar do tornozelo direito, ou seja, dez parafusos foram colocados no tornozelo do piloto para consertar o estrago. A recuperação será de aproximadamente dois meses. Tudo dando certo, Laszlo estará pronto para a terceira etapa, em Bauru (SP).

FACTOR MEDIA (15)_600

Após o atendimento de Laszlo, foi dada a relargada da bateria. Fonseca largou da última posição do grid e conseguiu recuperar uma volta e meia até o fim da corrida, chegando em nono colocado.
Já na segunda bateria da SM1, Rafael Fonseca mostrou que não é à toa que ele possui oito títulos de campeão brasileiro na categoria. Buscou oponente por oponente até alcançar o líder da prova, o piloto Chiquinho Velasco. Fonseca ultrapassou o líder e terminou a prova em primeiro lugar com meia volta na frente do segundo colocado.
Com a contagem final dos pontos, Rafael subiu no segundo lugar do pódio e garantiu bons pontos na geral.
A próxima etapa acontecerá em Bauru (SP), no dia 14 de agosto.

Texto: NS Produções (Nádia Schunck) – (11) 94722-7114
Imagens: Factor Media – Ricardo B Santos


709 dias ago by in Motociclismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.