http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

O título do Brasileiro de Turismo tem dono: Márcio Campos

O piloto gaúcho mantém a hegemonia e leva o bicampeonato da categoria em 2016.

A decisão do título da temporada 2016 do Brasileiro de Turismo ficou para ser selada na sua última etapa, em Interlagos (SP), neste último domingo. E como não poderia ser diferente, foi dramática, de muito trabalho, mas que coroou não só o melhor piloto, como a equipe campeã do certame, a Motortech Competições de Caxias do Sul.

BRTURISMO_FERNANDO_CONTO_11122016IMG_0760

Um ano que não foi fácil para o piloto, que correu grande parte do campeonato sem patrocínio, a cada etapa tinha e expectativa de conseguir chegar ao fim do campeonato e andando sob pressão, mas que nem por isso deixou de ser competitivo conquistando quatro vitorias e três poles. Sempre brigando de igual com outros pilotos que se encontravam junto no topo da tabela do campeonato. Na etapa de setembro em Interlagos, o patrocínio da Center Bus, do também piloto Betão Fonseca, chegou para dar o ânimo que faltava para lutar o resto do campeonato focado na pista.

BRTURISMO_FERNANDO_CONTO_09122016IMG_3937

Com a liderança conquistada na última etapa em Curvelo (MG), Márcio Campos chegou para a decisão do campeonato dependendo somente do seu resultado e seu desempenho, nos treinos classificatórios marcou o segundo melhor tempo, com 1min46s847. Mas como sem emoção não tem graça, “a partir da segunda volta estourou a correia do alternador e fiquei sem bateria, dessa maneira a ignição não tinha força suficiente para alimentar o motor”, contou o piloto. Com isso o carro começou a perder rendimentos e as posições foram caindo assim como a chance do bicampeonato. Mas como aquela velha máxima jamais poderá ser desprezada, ou seja, a corrida só acaba na bandeirada, aí contou não só a estrela do piloto – aliada a uma equipe extremamente focada e competente – e a passagem na bandeirada na oitava colocação foi suficiente para que o caneco não saísse do Rio Grande do Sul.

Parceria entre pai - João Campos - e filho que vem dando muto certo.

Parceria entre pai – João Campos – e filho que vem dando muto certo.

Não podemos deixar de citar que este é o quinto título em campeonatos nacionais, sendo três na Mercedes Benz Grand Challenge (dois em parceria com o multicampeão João Campos – seu pai, coach e estrategista da equipe – e um guiando sozinho); e dois no Brasileiro de Turismo, em 2015 e 2016. Sem falar na sua estreia no automobilismo, no Gaúcho de Marcas e Pilotos “N”, também levantando o caneco de campeão.
Piloto e equipe que não precisam mais provar nada para ninguém, por onde passaram foram campeões. Quem sabe em 2017 o desafio não seja na principal categoria do automobilismo brasileiro, a Stock Car.

Texto: Automobilismo em Foco (Fernando Peres Nunes – ARFOC-RS 411) – (51) 99372-0606
Imagens: Automobilismo em Foco (Fernando Conto Ferreira)

221 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.