http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Moto 1000 GP: Gerardo confirma domínio e vence o GP Petrobras na GP 600

Piloto uruguaio andou na frente durante os treinos e ganhou de ponta a ponta a primeira etapa do Moto 1000 GP

O uruguaio Maxi Gerardo, da equipe MGBikes Yamaha Racing, confirmou o favoritismo mostrado nos treinos e venceu o GP Petrobras, neste domingo (4) em Santa Cruz do Sul, pela primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. Entre todas as tomadas de tempo, desde sexta-feira, o piloto da moto número 41 não ficou na frente apenas no primeiro treino livre. Na corrida, Gerardo não deu chances para os principais concorrentes e venceu de ponta a ponta uma prova marcada pela chuva e pelo vento no autódromo gaúcho.

O uruguaio Maximiliano Gerardo venceu na GP 600

O uruguaio Maximiliano Gerardo venceu na GP 600


A diferença de 4 segundos sobre o segundo colocado no warm up indicava que a Yamaha R6 de Gerardo tinha um bom acerto para andar na chuva, pois era a primeira vez no fim de semana que os pilotos enfrentavam essa condição de pista. Logo na largada, o uruguaio se distanciou do pelotão da frente e cruzou a primeira volta com mais de 3 segundos de vantagem para Pedro Sampaio, piloto da equipe Fábio Loko, que largou em segundo no grid e manteve a posição.

Joelsu da Silva, correndo pela Paulinho Superbikes, havia largado em sexto e herdado duas posições com as escapadas de pista dos adversários. Na quarta volta, conseguiu ultrapassar dois pilotos e assumir a segunda colocação. A pista molhada dificultava a condução e os pilotos não conseguiam manter uma constância nos tempos. Gerardo variou entre 1 e 4 segundos a diferença para o segundo colocado até o final da corrida.

O piloto de Bento Gonçalves, Pedro Sampaio, chegou em terceiro

O piloto de Bento Gonçalves, Pedro Sampaio, chegou em terceiro


Faltando duas voltas para a bandeira quadriculada, André Veríssimo – MGBikes Yamaha Racing – se perdeu na pista molhada e caiu quando estava em terceiro. Dessa forma, Paulinho Kamba, da HPN Racing Team, ganhou a quinta colocação e completou o pódio, com Matheus Oliveira em quarto; Pedro Sampaio em terceiro; Joelsu da Silva em segundo e Maxi Gerardo no primeiro posto.

“Chegamos na corrida muito confiantes. Tivemos pista seca durante todo o fim de semana e chuva durante o warm up, mas conseguimos um bom resultado. Conseguimos largar bem. Nas quatro primeiras voltas foi possível abrir uma grande diferença, depois perdi um pouco o ritmo e usei a cabeça para administrar e chegar em primeiro.”
Maxi Gerardo

“Na chuva a sorte é um fator. Tentei me manter o máximo na pista. A moto estava bem estável, então dei uma forçada e conseguimos o segundo lugar.”
Joelsu da Silva

“Foi uma corrida muito boa, consegui fazer uma ótima largada, mantendo a colocação na curva e o fator sorte contou muito na chuva. Tentei me conservar para terminar a corrida, já que é apenas a primeira das oito etapas. Tentei fazer uma corrida segura e me manter no pódio, deu tudo certo.”
Pedro Sampaio

RESULTADO DA 1ª ETAPA:
1º) Maximiliano Gerardo (URU/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, com 23min27s539
2º) Joelsu da Silva (PR/Kawasaki), Paulinho Superbikes, a 3s094
3º) Pedro Sampaio (RS/Kawasaki), Fábio Loko, a 23s039
4º) Matheus Oliveira (SP/Kawasaki), Sany-Carsystem-M2B Racing, a 1min21s111
5º) Paulinho Kamba (PE/Honda), HPN Racing Team, a 1min24s665
6º) Marciano Santin (RS/Kawasaki), Santin Racing, a 1 volta
7º) Thiago Fonseca (PE/Kawasaki), HPN Racing Team, a 1 volta
8º) Sérgio Laurentys (SP/Kawasaki), Sany-Carsystem-M2B Racing, a 1 volta
9º) André Veríssimo (SP/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, a 1 volta
10º) Tercius Ulisses Dalmass (SC/Kawasaki), Formaquinas Racing, a 1 volta
11º) Alex Pires (RJ/Honda), Center Moto Racing Team, a 1 volta
12º) Marcelo Dias (BA/Honda), Aclat Racing, a 2 voltas
13º) Antonio Télvio (RJ/Kawasaki), Team de Grandi, a 2 volta
14º) Marcus Trota (SP/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, a 4 voltas
15º) Walteny Amaral (RJ/Kawasaki), a 5 voltas
Melhor volta: Gerardo, na 12ª, 1min37s599, média de 130,243 km/h
Após a 1ª etapa, a classificação do campeonato é a seguinte: 1º) Gerardo, 27; 2º) Silva, 20; 3º) Sampaio, 17; 4º) Oliveira, 13; 5º) Kamba, 11; 6º) Santin, 10; 7º) Fonseca, 9; 8º) Laurentys, 8; 9º) Veríssimo, 7; 10º) Dalmass, 6; 11º) Pires, 5; 12º) Dias, 4; 13º) Télvio, 3; 14º) Trota, 2; 15º) Amaral, 1.

As motocicletas de todas as categorias do Moto 1000 GP utilizam como combustível a gasolina Petrobras Podium e como lubrificante o óleo Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, que fornece seus pneus de competição às equipes. O Campeonato Brasileiro de Motovelocidade tem ainda apoio de Beta, Servitec, LeoVince, Shoei, Tutto Moto, HPN e Peterlongo.

Grelak Comunicação
Fotos: Automobilismo em Foco (Murilo Carvalho)


1265 dias ago by in Motociclismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.