http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Moto 1000 GP: Fabinho Adas vence na GP Light em corrida de recuperação

Etapa gaúcha foi disputada na chuva e muita água na pista

O piloto paulista Fabinho Adas surpreendeu os favoritos e venceu neste domingo (4) a prova da GP Light do Moto 1000 GP, no Autódromo Osvaldinho de Oliveira, em Santa Cruz do Sul (RS). A categoria é uma das quatro que compõem o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. A etapa gaúcha foi a de estreia da temporada 2014, valendo pelo GP Petrobras.

Largando em 13º, Fabinho Adas surpreendeu e venceu em uma corrida de recuperação

Largando em 13º, Fabinho Adas surpreendeu e venceu em uma corrida de recuperação


A segunda colocação depois de muita disputa ficou com Rafael Bertagnolli, piloto gaúcho que corre pela equipe Fábio Loko e foi o campeão da GP 600 no ano passado. O pole position Nicolas Tortone, argentino que estreia na categoria pele equipe de fábrica da Yamaha, a MGBikes Yamaha Racing, foi terceiro lugar.

Com muita água na pista, todos fizeram uma largada conservadora, sem acidentes ou quedas, Tortone manteve a liderança na primeira volta, depois começou a perder rendimento e foi sendo ultrapassado. Nas voltas finais apertou o ritmo para recuperar algumas posições e conquistar uma vaga no pódio, em terceiro lugar.

Campeão da GP 600, o gaúcho Rafael Bertagnolli, chegou em segundo

Campeão da GP 600, o gaúcho Rafael Bertagnolli, chegou em segundo


O contrário aconteceu com Fabinho Adas. Largando em 13º no grid, o piloto da Paulinho Superbike iniciou uma recuperação com uma série de ultrapassagens até atingir o primeiro lugar, superando Bertagnolli. Gustavo Herrera, da Motonil Motors-PDV Brasil abandonou na metade da prova. A viseira do capacete embaçou, dificultando a visão.

“Estou muito surpreso por ter ganhado a corrida. Todos os pilotos estão muito rápidos, eu dei meu máximo e tentei acompanhar os primeiros. Gosto muito de andar na chuva. Estou muito feliz com a vitória e parabenizo todos que correram pois a pista estava muito escorregadia.”
Fabinho Adas

“Estou surpreso por andar no ritmo do Tortone, achei que ele iria estar mais rápido. A estreia em uma moto e em uma equipe nova é bem diferente, eu fiquei quatro meses parado, sem andar. Para a primeira prova o resultado esta excelente. Consegui fazer uma ótima largada, liderei toda a corrida, faltando duas voltas para o fim o Fabinho me passou. Depois errei a freada no final da reta e ficou difícil de disputar. Acredito que para a etapa de São Paulo estaremos mais preparados, quero treinar bastante e acho que estamos preparados para brigar pelas três primeiras posições no campeonato.”
Rafael Bertagnolli

“Eu não pude fazer o warm up e assim que começou a corrida fui vendo como a moto reagiria na chuva. Ao decorrer da corrida consegui ser um pouco mais rápido e na metade meu rendimento caiu um pouco, só consegui recuperar no final. Foi muito difícil pra mim, mas estou contente com o fim de semana, o importante é somar pontos. Estou contente com o campeonato, com a moto e com a equipe.”
Nicolas Tortoni

RESULTADO DA 1ª ETAPA:

1º) Fabinho Adas (SP/Kawasaki), Paulinho Superbikes, 19min57s197
2º) Rafael Bertagnolli (RS/Kawasaki), Fábio Loko, a 1s206
3º) Nicolas Tortone (ARG/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, a 13s736
4º) Davi Costa (SP/Kawasaki), JC Racing Team, a 14s131
5º) Rodrigo de Benedictis (SP/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, a 16s540
6º) Elder Cabreira (RS/Kawasaki), Fábio Loko, a 20s724
7º) Henrique Castro (DF/Kawasaki), City BSB Motor Racing, a 44s834
8º) Ian Testa (DF/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, a 45s021
9º) Fernando Neiva (PR/BMW), Black Day Racing Team, a 56s625
10º) Lucas Teodoro (SP/BMW), BMW Motorrad Alex Barros Racing, a 56s741
11º) Juracy Rodrigues (PR/Kawasaki), Black Day Racing Team, a 58s221
12º) Marcello de Souza (SP/Kawasaki), JC Racing Team, a 1min20s140
13º) Diogo Ramos (SC/Kawasaki), Carlos Barcelos, a 1min20s212
14º) Marcelo Cortes (RJ/Honda), Center Moto Racing Team, a 1min20s927
15º) Edson Luiz (SC/Kawasaki), HPN Racing Team, a 1min29s679
Melhor volta: Adas, na 6ª, 1min37s285, média de 130,664
NÃO COMPLETARAM
Ricardo Hayashi (SP/BMW), Dawnriders Racing Team
Pedro Barata (RJ/Honda), Center Moto Racing Team
Alen Modesto (BA/Kawasaki), Aclat Racing
Fernando Santos (BA/Kawasaki), Aclat Racing
Fernando Cabral (CE/Kawasaki), Razza Racing Team
Alessandro Silva (GO/Kawasaki), City BSB Motor Racing
Francisco Jesuíno (PB/Kawasaki), Aclat Racing
Sérgio Prates (SP/Kawasaki), JC Racing Team
Mardenizio Rocha (CE/BMW), Razza Racing Team
Sandro Campos (MS/Honda), Dawnriders Racing Team
Flávio Sukar (PE/Kawasaki), HPN Racing
Gustavo Herrera (PR/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil
Carlos Barcelos (RS/Suzuki), Carlos Barcelos

Após a 1ª etapa, a classificação do campeonato é a seguinte: 1º) Adas, 26; 2º) Bertagnolli, 20; 3º) Tortone, 17; 4º) Costa, 13; 5º) Benedictis, 11; 6º) Cabreira, 10; 7º) Castro, 9; 8º) Testa, 8; 9º) Neiva, 7; 10º) Teodoro, 6; 11º) Rodrigues, 5; 12º) Souza, 4; 13º) Ramos, 3; 14º) Cortes, 2; 15º) Luiz, 1; 16º) Hayashi, Barata, Modesto, Santos, Cabral, Silva, Jesuino, Prates, Rocha, Campos, Sukar, Herrera e Barcelos.

As motocicletas de todas as categorias do Moto 1000 GP utilizam como combustível a gasolina Petrobras Podium e como lubrificante o óleo Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, que fornece seus pneus de competição às equipes. O Campeonato Brasileiro de Motovelocidade tem ainda apoio de Beta, Servitec, LeoVince, Shoei, Tutto Moto, HPN e Peterlongo.

Grelak Comunicação
Fotos: Automobilismo em Foco (Murilo Carvalho)


1265 dias ago by in Motociclismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.