http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Moto 1000 GP: em Cascavel, Kawakami vence a segunda do ano na GPR 250

Vice-campeão de 2013 herda primeiro lugar com queda de Herbert Pereira e vence etapa do Moto 1000 GP no autódromo de Cascavel

O paulista Meikon Kawakami, defendendo a Playstation-PRT, venceu na manhã deste domingo (31) a quarta etapa da GPR 250, categoria de formação de pilotos do Moto 1000 GP. O resultado obtido no Autódromo Zilmar Beux, em Cascavel (PR), permitiu ao vice-campeão de 2013 abrir vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade – tem agora 24 pontos à frente do vice-líder paulista Lucas Torres, da Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros.
c629fdfdbe44b5ad5b8d9cd9fb9c046b
Largando da pole position para a corrida disputada sob chuva no veloz traçado cascavelense, Kawakami manteve-se à frente até o início da segunda, quando foi superado na curva do Bacião pelo gaúcho Herbert Pereira, da Aclat Racing, que havia largado em terceiro. Os dois abriram vantagem significativa sobre o restante do pelotão. Vantagem que chegava a oito segundos na sétima volta, quando Pereira caiu na Curva da Vitória e abandonou a corrida.

A Kawakami, restou manter-se na pista encharcada até o fim. O goiano Brian David e o cearense José Duarte, ambos inscritos pela Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, revezavam-se na segunda posição – Duarte, ao fim da corrida, levou a melhor sobre o companheiro de equipe cruzando a linha de chegada nove milésimos de segundo à sua frente. Torres, para assumir o segundo lugar na pontuação, terminou a corrida em quarto lugar.
20f393cadaab34150f2d65af8c01bfab
Ton Kawakami, irmão e companheiro de equipe de Meikon, terminou a prova em quinto, a 50 segundos do vencedor. A disputa pelo sexto lugar na etapa manteve uma das características mais fortes da GPR 250 – o equilíbrio. Entre o paranaense Suel Silva, piloto da Paulinho Superbikes que terminou em sexto, e o gaúcho Dilson Fernandes, da Carlos Barcelos, que terminou em 11º, a diferença foi de pouco mais que dois segundos.

Kawakami frisou a vitória difícil. “Quando o Herbert caiu pensei ‘vamos tratar de manter essa posição’ e consegui terminar em primeiro. Aprendi muito correndo na chuva, deu para ver onde escorrega mais, isso vai ajudar para a corrida da tarde, falou. David e Duarte enalteceram seu duelo. “Ele me passou na última volta, consegui dar o troco no sufoco”, declarou o goiano. “Foi bem disputado, chegamos juntos, vamos para a próxima”, acrescentou o cearense.

A quarta etapa do Moto 1000 GP na categoria GPR 250 teve 13 voltas e foi, curiosamente, disputada antes da prova válida pela terceira etapa, que terá largada às 15h. A realização da rodada dupla no GP Cascavel deve-se ao cancelamento da corrida que seria disputada em Brasília (DF) no dia 27 de julho, por conta de condições climáticas e técnicas desfavoráveis. O resultado final da corrida desta manhã foi o seguinte:

1º) Meikon Kawakami (SP/Honda), Playstation-PRT, 2min00s912
2º) Brian David (MS/Kawasaki), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, a 8s950
3º) José Duarte (CE/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, 8s959
4º) Lucas Torres (SP/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, a 35s355
5º) Ton Kawakami (SP/Honda), Playstation-PRT, a 50s273
6º) Suel da Silva (PR/Kawasaki), Paulinho Superbikes, a 1min03s383
7º) Giovandro Tonini (RS/Honda), Santin Racing, a 1min03s567
8º) Márcio Miranda (PR/Honda), Luizinho Racing, a 1min03s960
9º) Nic Nottingham (SP/Kawasaki), Team de Grandi, a 1min04s048
10º) Rafinha Traldi (SP/Honda), Playstation-PRT, a 1min04s531
11º) Dilson Fernandes (RS/Honda), Carlos Barcelos, a 1min05s643
NÃO COMPLETARAM
Gabriel da Silva (URU/Kawasaki), Mobil Ituran Racing Team, a 5 voltas
Herbert Pereira (RS/Kawasaki), Aclat Racing, a 8 voltas
Maycon Benassi (PR/Kawasaki), Competizione Racing Team, a 9 voltas
Melhor volta: Pereira, na 5ª, 1min27s816, média de 125,362 km/h

Após três corridas, a classificação do Moto 1000 GP na categoria GPR 250 é a seguinte: 1º) M. Kawakami, 73 pontos; 2º) Torres, 49; 3º) Tonini, 46; 4º) Duarte, 29; 5º) Nottingham, 23; 6º) T. Kawakami, 22; 7º) David, 20; 8º) Silva e Miranda, 18; 10º) Mattes e Rosa, 16; 12º) Santos, 13; 13º) Castroviejo, 9; 14º) Muniz, 8; 15º) Traldi, 7; 16º) Benassi, 6; 17º) Fernandes, 5; 18º) Bandeira, 4; 19º) Ribeiro, 3; 20º) Pereira e Henriques, 2.

As motocicletas do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade utilizam a gasolina Petrobras Podium e o óleo lubrificante Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, fornecedora de pneus a todas as equipes inscritas. A Auto Service Logística é a transportadora oficial do evento, que conta também com o apoio de Suzuki, Beta Ferramentas, HPN, Servitec, LeoVince, Shoei e Tutto Moto.

Grelak Comunicação
Fotos: Equipe Sanderson


1081 dias ago by in Motociclismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.