http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Mercedes-Benz em busca da quinta vitória na etapa paulista da Fórmula Truck

Pilotos dos caminhões da marca manifestam boa condição para o GP Petrobras, em Interlagos, que marca centésima corrida de Piquet

O GP Petrobras, terceira etapa do Campeonato Brasileiro e segunda do Sul-Americano de Fórmula Truck, leva a categoria ao Autódromo José Carlos Pace, em São Paulo (SP), pela 17ª vez. Cinco dos 27 pilotos que vão participar da corrida deste domingo (18) buscam um único objetivo: a quinta vitória de um caminhão Mercedes-Benz na etapa que reúne o maior público da competição em solo brasileiro, com média superior a 60.000 torcedores.

Geraldo Piquet

Terceiro colocado na classificação do Brasileiro depois do segundo lugar obtido na etapa de abril em Curitiba (PR), Wellington Cirino venceu a corrida em Interlagos três vezes – o paranaense triunfou nas edições de 2001, 2002 e 2008, sempre pilotando os caminhões Mercedes-Benz da ABF Competições. A outra vitória da marca foi obtida em 2012 com o também paranaense Leandro Totti, hoje piloto da Volkswagen e líder invicto da temporada.

Cirino_600

A equipe de Cirino foi rebatizada como ABF-Santos no ano passado, por conta de parceria com o Santos Futebol Clube. “Vamos fortes para São Paulo, com os caminhões bem equilibrados”, avisa o único tetracampeão da F-Truck. “O foco é manter regularidade o ano todo, mas a vitória agora seria muitíssimo bem-vinda. Nós tínhamos uma defasagem em velocidade de reta. Foi nisso que trabalhamos, em velocidade final sem perder retomada”, informa.

A ABF-Santos conta com Cirino e com o brasiliense Geraldo Piquet, que cumprirá em Interlagos sua 100ª corrida na Fórmula Truck. Terceiro colocado no Sul-Americano e vice-líder do Brasileiro, o piloto esteve no pódio das duas corridas disputadas em 2014, com o terceiro lugar em Caruaru (PE) e a quarta posição em Curitiba. “Cumprimos o objetivo de pódio nas duas etapas e a meta agora é melhorar o caminhão para brigar pela vitória em São Paulo”, diz.

O melhor resultado de Piquet no circuito paulistano foi o segundo lugar em 2008, ano em que obteve o primeiro de seus dois vice-campeonatos na F-Truck – o outro foi conquistado em 2011. Filho do tricampeão mundial de F-1 Nelson Piquet, ele compete na série dos caminhões mais rápidos do mundo desde 2003. Sempre pilotou caminhões Mercedes-Benz. Conquistou 10 vitórias e esteve no pódio em outras 26 corridas.

Marcello_Cesquim_600

A ABF Racing Team também utiliza caminhões Mercedes-Benz. “Diante do desempenho do caminhão na etapa passada, estou muito otimista para São Paulo, que é minha casa, uma pista que aprendi a conhecer e onde aprendi a gostar de acelerar”, manifesta o paulista Paulo Salustiano, titular do caminhão número 55. “O caminhão foi revisado com muito carinho e tenho certeza de que vamos conquistar um resultado muito bom em Interlagos”.

Depois do pódio em Caruaru, onde foi o quarto piloto a cruzar a linha de chegada, Salustiano teve uma etapa conturbada em Curitiba. “Tive problemas nos treinos, larguei de trás e vinha recuperando terreno, até levar um toque que me deixou sem condições. Os Volkswagen e MAN foram impecáveis nessas duas primeiras etapas, isso é fruto de um trabalho fantástico que eles têm feito, mas em Curitiba nós mostramos que também estamos no ritmo”.

Companheiro de equipe de Salustiano, o paranaense Marcello Cesquim fará em Interlagos sua terceira participação na Truck. “É uma das pistas onde eu mais guiei na minha carreira, e foi também onde tive o primeiro contato com o caminhão e consegui fazer um bom tempo”, ele lembra. “Ao mesmo tempo em que volto a Interlagos confiante, tenho de pôr os pés no chão. Afinal sou estreante e há muitos, muitos pilotos que guiam muito bem nessa pista”.

Paulo_Salustiano

O quinto caminhão Mercedes-Benz no grid da Fórmula Truck é o da ABF Desenvolvimento Team, pilotado pelo paulista Ronaldo Kastropil. O piloto terá, no GP Petrobras, o apoio de uma torcida organizada. “Nossos patrocinadores reservaram uma arquibancada para 310 pessoas bem em frente aos boxes, na reta principal. Acho que essa energia da torcida também vai ajudar. E é corrida na minha cidade, tem tudo para ser bem legal”, arrisca.

Ronaldo Kastropil

Kastropil aposta na conquista de seus primeiros pontos na temporada. “Consegui andar entre os 10 primeiros nas duas primeiras corridas, e na última eu tinha largado em vigésimo, mas tive problemas com a embreagem em uma e com os freios na outra. Fiz um treino em Londrina e, depois desse treino, a equipe localizou alguns problemas, que já foram resolvidos. A meta para essa corrida é a de terminar a corrida entre os 10 primeiros”, estipula.

Texto: Grelak Comunicação – (45) 3037-6667/9992-3668
Imagens: Orlei Silva


1136 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.