http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Márcio Campos vence quarta etapa e abre vantagem no Grand Challenge

Piloto gaúcho larga em sexto, salta à liderança na primeira volta e conquista oitava vitória da Sicredi Racing

Márcio Campos, representante da Serra Gaúcha, conquistou na tarde deste domingo (27), no Autódromo Internacional de Curitiba, a vitória na quarta etapa do Mercedes-Benz Grand Challenge. O piloto repetiu o desempenho de seu pai João Campos, com quem reveza a pilotagem do carro número 31 da Sicredi Racinhg – João havia vencido a terceira etapa, na véspera. A dupla sai do Paraná na liderança isolada do campeonato.

O gaúcho Fernando Júnior foi segundo colocado nas duas corridas da etapa curitibana. A vitória que Márcio comemorou junto do alambrado à beira da pista, com a numerosa torcida da Sicredi Racing presente ao autódromo, foi a oitava da equipe nas 18 corridas oficiais da categoria, terceira na temporada de 2012. Pai e filho estão isolados na liderança do campeonato – somam 77 pontos, seis a mais que Fernando Júnior, o segundo.

Márcio largou em sexto, consequência da vitória de João na corrida de sábado (26) – o regulamento desportivo da categoria prevê inversão das seis primeiras posições. Bastou-lhe meia volta para alcançar o primeiro lugar. “Eu larguei bem, mas tenho que reconhecer que tive um pouco de sorte. Minha fila largou melhor e eu fui junto, fui no embalo. Só ali eu já ganhei quatro posições”, contou o piloto de 25 anos, na coletiva de imprensa.

Uma vez na liderança, o piloto de Farroupilha teve só de administrar a corrida, sempre atento à evolução de Fernando Júnior, que era quinto no grid e em poucas voltas alcançou o segundo lugar. “Procurei manter a constância. Tenho de agradecer à minha equipe, que me deu um carro perfeito, e também a toda essa torcida e ao Sicredi”, finalizou, referindo-se ainda à Icatu e à Mapfre, seguradoras parceiras da Corretora de Seguros Sicredi.

A corrida foi marcada pela forte batida de Neto de Nigris na mureta de proteção dos boxes na quinta volta. Depois de uma leve saída além da zebra na entrada da reta principal, o piloto paulista cruzou a pista desgovernado. Sua batida ocasionou a entrada do safety car na pista por duas voltas para remoção do carro do piloto, que saiu ileso. A próxima rodada dupla terá suas corridas no autódromo paulista de Interlagos, nos dias 23 e 24 de junho.

Após 17, o resultado final da quarta etapa, neste domingo em Curitiba, foi o seguinte:

1º) Márcio Campos (RS/RS), Sicredi Racing, 30min06s801
2º) Fernando Júnior (RS), WCR, a 3s006
3º) Marcos Paioli (SP), Paioli Racing, a 11s061
4º) Cesare Marrucci (SP), Center Bus-Petrobras, a 15s024
5º) José Fernando Amorim Júnior (SP), Fiolux Motorsport, a 15s762
6º) Carlos Kray (RS), CKR Racing, a 21s212
7º) Arnaldo Diniz Filho (SP), Scuderia 111, a 22s232
8º) Peter Michel Gottschalk (SP), Paioli Racing, a 23s397
9º) Léo de Nigris (SP), De Nigris-Europamotors, a 23s538
10º) Beto Rossi (SP), Center Bus-Petrobras, a 32s644
11º) Peter Gottschalk Júnior (SP), Paioli Racing, a 32s738
12º) Alexandre Papazissis (SP), RSports, a 46s985
13º) Roberto Santos (SP), Della Via Racing, a 48s277
14º) Renato Camargo (SP), De Nigris-Europamotors, a 49s807
15º) Michelle de Jesus (SP), Manelão Competições, a 1 volta
NÃO COMPLETOU
Neto de Nigris (SP), De Nigris-Europamotors, a 12 voltas
Melhor volta: Fernando Júnior, 1min33s571, média de 142,15 km/h

Texto: Grelak Comunicação
Imagens: Fernanda Freixosa


2030 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response