http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Márcio Campos avalia “fim de semana de aprendizado” em Interlagos

Piloto da Sicredi Racing define 11º e 12º lugares nas duas primeiras etapas do Brasileiro de Turismo como “circunstanciais”

O 11º lugar na primeira etapa, disputada no sábado (22), e a 12ª posição na segunda, neste domingo (23), ficaram bastante aquém das expectativas de Márcio Campos para a abertura da temporada 2014 do Campeonato Brasileiro de Turismo. Em que pesem os resultados, o piloto gaúcho da Sicredi Racing enalteceu o aprendizado acumulado no fim de semana em São Paulo (SP), no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos.

“Chegamos aqui bem atrás das principais equipes em potencial”, avalia. “Evoluímos, diminuímos a diferença, mas ainda estamos um pouco atrás. Sei que vamos chegar neles, foi isso que vimos de bom nessa primeira etapa”, diz, relegando suas colocações finais nas corridas a um segundo plano na escala de importância. “Os resultados de pista foram ruins, se olhados friamente, mas foram circunstanciais”, pondera o gaúcho.

SICREDI_RACING_FERNANDOCONTO_230314IMG_3225

A primeira etapa, no sábado, foi disputada com pista seca. “Larguei em sétimo porque fui atrapalhado na minha volta rápida no treino classificatório. Tinha carro para largar entre os quatro primeiros”, lembra. Na largada, Campos saltou para terceiro. Assumiu o segundo lugar e passou a pressionar o líder Guilherme Salas, quando teve de frear na curva do Pinheirinho para não bater no mato-grossense João Pretto, que retornava da área de escape.

“Com aquilo acabei caindo para o segundo pelotão. Tomei vários toques, acabei tocando outro piloto que estava à minha frente, foi uma corrida bastante conturbada. Enfim, cheguei em 11º”, resume. A corrida deste domingo ocorreu com pista molhada. “A chuva comprometeu bastante, principalmente para nós. Perdemos o ótimo acerto do carro para pista seca. O carro ficou muito traseiro, eu simplesmente não conseguia acelerar, fiquei em 12º”, descreve.

SICREDI_RACING_FERNANDOCONTO_230314IMG_3336

As dificuldades enfrentadas nas corridas não tornam negativo o saldo das duas primeiras corridas, segundo Márcio Campos. “Corridas à parte, pelas circunstâncias, houve progressos. Saio de Interlagos ciente de que evoluímos. E talvez tenha sido melhor assim do que terminar em quarto ou quinto por sorte ou por problemas dos outros”, considera o piloto da Sicredi Racing, equipe que tem patrocínio do Sicredi e das seguradoras parceiras Icatu e Mapfre.

Primeira etapa, 15 voltas
1º) Guilherme Salas (SP/W2 Racing), 27min25s831
2º) Edson Coelho (MG/RSports), a 0s935
3º) Pedro Boesel (PR/RSports), a 16s552
4º) Mauri Zacarelli (SP/Hitech Competições), a 22s626
5º) Norberto Gresse Filho (SP/Nascar Motorsport), a 28s241
6º) Pedro Saderi (PR/Hitech Competições), a 36s952
7º) Christian Castro (RS/Motortech Competições), a 41s593
8º) Tito Morestoni (SP/Mottin Racing), a 47s026
9º) Felipe Neira (DF/HPN Racing), a 54s024
10º) Fernando Fortes (SP/J. Star Racing), a 54s315
11º) Márcio Campos (RS/Sicredi Racing), a 54s777
12º) Ney Faustini (SP/Nascar Motorsport), a 1min05s369
13º) Flávio Matheus (RJ/Carlos Alves Competições), a 1min08s303
14º) Rodrigo Gil (PR/RKL Competições), a 1 volta
15º) Raphael Abbate (SP/W2 Racing), a 1 volta
16º) João Pretto (MT/Mottin Racing), a 2 voltas
NÃO COMPLETARAM
Marco Cozzi (SP/Carlos Alves Competições), a 10 voltas
Renan Guerra (SP/HPN Racing), a 10 voltas
Rogério Motta (SP/RKL Competições), a 14 voltas
Rodrigo Pimenta (SP/J. Star Racing), a 15 voltas
Melhor volta: Cozzi, na 5ª, 1min47s980, média de 143,826 km/h

Segunda etapa, 17 voltas
1º) Guilherme Salas (SP/W2 Racing), 37min03s420
2º) Edson Coelho (MG/RSports), a 5s352
3º) Pedro Boesel (PR/RSports), a 7s692
4º) Norberto Gresse Filho (SP/Nascar Motorsport), a 8s078
5º) Marco Cozzi (SP/Carlos Alves Competições), a 11s311
6º) Raphael Abbate (SP/W2 Racing), a 13s252
7º) Flávio Matheus (RJ/Carlos Alves Competições), a 14s596
8º) João Pretto (MT/Mottin Racing), a 18s438
9º) Rodrigo Pimenta (SP/J. Star Racing), a 19s669
10º) Mauri Zacarelli (SP/Hitech Competições), a 23s851
11º) Rogério Motta (SP/RKL Competições), a 25s576
12º) Márcio Campos (RS/Sicredi Racing), a 27s271
13º) Tito Morestoni (SP/Mottin Racing), a 29s069
14º) Rodrigo Bonora (PR/RKL Competições), a 30s938
15º) Renan Guerra (SP/HPN Racing), a 1 volta
16º) Christian Castro (RS/Motortech Competições), a 2 voltas
17º) Fernando Fortes (SP/J. Star Racing), a 3 voltas
18º) Ney Faustini (SP/Nascar Motorsport), a 3 voltas
NÃO COMPLETARAM
Felipe Neira (DF/HPN Racing), a 6 voltas
Pedro Saderi (PR/Hitech Competições), a 8 voltas
Melhor volta: Coelho, na 3ª, 2min01s090, média de 139,800 km/h

GRELAK

Imagens: Automobilismo em Foco (Fernando Contó Ferreira)


1218 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.