http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

João e Márcio Campos provam que são especialistas em conquistar títulos

Nada melhor do que começar o ano com uma entrevista dupla, ainda mais quando essa entrevista é com os pilotos João e Márcio Campos, pai e filho que conquistaram o título da Mercedes-Benz Grand Challenge em 2011.

A dupla gaúcha, da cidade serrana de Farroupilha, disputou o campeonato pela Sicredi Racing Team. Não é de se admirar a conquista do troféu tendo em vista o currículo dos pilotos. João Campos tem uma extensa carreira como piloto no Rio Grande do Sul e no Brasil, foi pentacampeão da Pick Up Racing, além de inúmeros títulos como o Gaúcho de Marcas e Brasileiro de Stock Car.

Márcio Campos, apesar de ter uma curta carreira no automobilismo mostrou que aprendeu muita coisa com o pai. Estreando como piloto no Gaúcho de Marcas em 2010 levou o título na categoria N, e também estreando na recém criada Mercedes-Benz Grand Challenge conquistou a campeonato, batendo 100% de aproveitamento nos campeonatos disputados.

Confira abaixo a entrevista com essas duas feras do automobilismo brasileiro.

Márcio Campos (MC)

Automobilismo em Foco (AEF): Quanto tempo de automobilismo você tem?
MC: Tenho 2 anos como piloto, comecei em 2010 no Campeonato Gaúcho de Marcas e Pilotos.

AEF: Quais as principais categorias que passou e os principais títulos conquistados?
MC: Em 2010 o Capeonato Gaúcho de Marcas e Pilotos – Campeão categoria “N”; em 2011, na Mercedes-Benz Grand Challenge, Campeão!

AEF: Em 2011 você, fazendo dupla com o seu pai João Campos, conquistou o campeonato da Mercedes-Benz Grand Challenge. Foi a primeira vez que atuaram em dulpa?
MC: Sim, foi a primeira vez que dividimos o mesmo carro, nós sempre tivemos essa vontade, acreditávamos que algum dia iríamos fazer alguma prova de longa duração juntos, mas quando o campeonato da Mercedes foi criado e abriu a oportunidade de andar em dupla, deu tudo certo para que andássemos juntos.

AEF: Qual a emoção de fazer dupla com o seu pai, que já foi multi campeão conquistando títulos em quase todas as categorias que disputou?
MC: É uma emoção muito grande, pois desde que eu nasci eu vi meu pai sendo piloto profissional e sempre tive vontade de pilotar, nunca iria imaginar que um dia faria um campeonato brasileiro ao lado de meu pai e ainda conquistar o título. É um sonho realizado.

AEF: Vocês conquistaram a Mercedes-Benz Grand Challenge no ano de estreia da categoria. O que acharam da categoria e o que pode ser melhorado para o campeonato de 2012?
MC: É uma categoria interessante do lado comercial, o evento tem credibilidade, no primeiro ano já com TV ao vivo aberta garante o retorno de mídia. Do lado técnico teria algumas coisas para melhorar para deixar o carro mais competitivo, como a troca do câmbio e/ou diferencial.

AEF: Fazendo um balanço como foi o ano de 2011 para a você?
MC: Sensacional, de 8 corridas venci 4, e de 5 classificações que participei fiz 5 poles. Além da corrida de Curitiba que larguei em último e cheguei em primeiro, esta nunca esquecerei. E principalmente conquistar um título de nível nacional dividindo o carro com seu pai é para poucos.

AEF: Quais os projetos para o ano de 2012? A dupla campeã volta às pistas neste ano?
MC: Sim vamos disputar o Mercedes-Benz Grand Challenge novamente.

AEF: O que você diria para o jovem piloto que está iniciando na carreira?
MC: Que além de talento, vontade e determinação, o ingrediente principal para a carreira dele dar certo é ter patrocinadores que acreditem no seu potencial e invistam nele.

AEF: Sobre o automobilismo no Brasil, o que você acha que pode ainda ser melhorado?
MC: Os organizadores dos campeonatos deveriam ajudar mais as equipes no lado financeiro, criar facilidades para que as montadoras invistam no automobilismo, e a CBA deveria ser comandada por gente mais competente.

AEF: O no RS o que precisa para que o estado tenha cada vez mais pilotos vencedores?
MC: O apoio de empresas locais e da mídia. Acredito que aqui seja um dos estados mais difíceis de buscar empresas que tenham interesse em investir no automobilismo. Já da mídia é incrível a diferença para outros estados, aonde agente tem as portas abertas nos principais meios de comunicação, já aqui no RS é muito mais difícil de conseguir um espaço.

João campos (JC):

AEF: Você não corria desde 2005. O que te trouxe de volta às pistas?
JC: Meu filho Márcio.

AEF: Você tem várias passagens pelo automobilismo brasileiro e muitos campeonatos conquistados. Mas a conquista da Mercedes Benz Grand Challenge ao lado do Filho Márcio Campos acredito que tem um sabor especial, não é?
JC: Com certeza, é uma experiência fantástica, até porque estamos muito bem entrosados, te confesso que estou vivendo dentro e fora das pistas os melhores dias da minha vida.

AEF: O que você achou dessa nova categoria do automobilismo a Mercedes Benz Grand Challenge? É uma categoria que veio para ficar?
JC: Todo o início de uma categoria tem vários problemas, mas o legal é que todos estão ajudando a resolver cada um da sua maneira, com certeza a estrela da Mercedes cada vez vai brilhar mais, é só você ver o retorno fantástico que tivemos no primeiro ano. Em algumas etapas, só o meu carro teve mais retorno que todos os outros do evento, isto é profissionalismo, nada acontece por acaso. Com um grid de 21 carros, e TV Aberta ao vivo, não temos o que temer.

AEF: E agora, depois dessa bela conquista, quais os planos para este ano que inicia? A dupla volta às pistas?
JC: Sim, já estamos com o contrato renovado desde Outubro do ano passado, com certeza vamos em busca do Bi, soubemos que não vai ser fácil, mas estamos preparados para isto, já estamos trabalhando forte neste sentido.

AEF: Para finalizar uma pergunta que fazemos a todos os nossos entrevistados. Como você o automobilismo do Brasil e do RS nos dias de hoje?
JC: Automobilismo no RS sempre foi uma bosta, não tem retorno nenhum e cada vez é mais desorganizado, amador demais, mas isto também é conseqüência de algumas pessoas da imprensa especializada (se é que existe) ser tendenciosa e incompetente, só querem saber do grupinho deles. Mais uma vez fomos nós que salvamos o ano a nível nacional.
No Brasil temos vários bons Campeonatos, mas como na F1 não temos nada que preste alguma coisa a muito tempo, estão tentando generalizar, (coisa de incompetentes). Aí dizem que porque a Globo não tem ibope nas provas que transmite, acham que nada presta. Mas também tem campeonatos que mostraram na Tv que não teve mais de 100 pessoas assistindo, outros com 7 carros no Grid, isto preocupa.

Nós do Automobilismo em Foco – AEF agradecemos a atenção dos pilotos, que disponibilizaram do seu tempo de férias para nos conceder esta entrevista. Muito obrigado e desejamos que 2012 seja de pé no porão e mais conquistas para o Rio Grande do Sul em nosso automobilismo.

Entrevista realizada pelo jornalista do AEF, Murilo Carvalho, e imagens de Fernando Peres Nunes, também integrante da equipe do site.


2090 dias ago by in Automobilismo | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.
2 Comments to João e Márcio Campos provam que são especialistas em conquistar títulos
    • Thiago Izequiel
    • Ótima entrevista! Essa dupla eu tive o prazer de conhecer pessoalmente na etapa de Jacarepaguá em 2011, e são merecedoras de tudo que conquistaram. Ótimas pessoas, talentosas e que servem para mim como inspiração. Espero vê-los bicampeões da Mercedes em 2012!

    • Equipe Automobilismo em Foco
    • Prezado Thiago, bom dia?!
      Muito obrigado pela atenção e comentário. Tens toda a razão, são pessoas dignas e merecedoras das conquistas, extremamente atenciosos com todos que os procuram nos box.

      E que venha a temporada de 2012 da Mercedes-Benz Grand Challage e pé no porão.

Leave A Response