http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Gaúchos marcando presença na etapa de abertura Moto1000GP em Curitiba

Dois “veteranos” nas 250cc e um estreante na 1000cc Ligth são os gaúchos em destaque na etapa de abertura do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade ( Moto1000GP ). Nesse fim de semana no Autódromo Internacional de Curitiba ( AIC )

Estreante no Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, o três-maiense Marcelo Dahmer tem trilhado uma carreira sólida desde que optou trocar o motocross pelo asfalto.
Iniciou com 14 anos anos, e ficou 10 anos pilotando na terra, porém uma lesão no Ombro esquerdo o impede de pilotar com os ombros abertos, posição do motocross, e o forçaria a fazer uma cirurgia, então optou por parar de correr. A compra de uma esportiva para se manter nas duas rodas foi opção, mas logo a busca pelo limite o fez procurar uma pista, onde, reforça Marcelo, “é o lugar certo para se correr de moto” … e foi amor a primeira vista ! trocou a sua moto de rua por uma de pista, e 3 Track days foram o suficiente para que ele já competisse no GP gaúcho em 2013. Campeão invicto na turismo 1000cc e 2014 campeão na 1000 Ligth ganhando 4 das 5 etapas.
11216053_679973292107736_2058493975_n
Ano passado, Marcelo Correu o GP Gaúcho e apresentou desempenho crescente no desenrolar da temporada. Com uma tocada firme e constante, sem abrir mão do arrojo, Marcelo trouxe muito da tocada do motocross para seu atual momento na carreira: A Largada, o controle da Moto nas curvas e o reflexo rápido exigidos no motocross estão sendo muito úteis no asfalto. Os dois mundos são muito diferentes, mas com as adaptações certas, a experiência adquirida soma e ajuda muito na tocada atual com a sua Honda.
No final de 2014, já obtendo resultados consistentes no GP Gaúcho, Marcelo disputou duas provas em nível nacional: Uma etapa do Superbike Series Brasil e a etapa do Moto1000GP, ambas em Santa Cruz. A primeira, abaixo de chuva, onde ficou em 3. lugar motivou Marcelo para Disputar também uma Etapa do Moto1000GP. Em 2015 houve a necessidade de concentrar as verbas do patrocínio somente em um evento e, com os resultados nas duas corridas em nível nacional, Marcelo decidiu que era a hora de alçar novos vôos. 2015 já começou bem: Vice-campeão nas 500 mihas de motovelocidade e Sempre defendendo a K-racing, Marcelo vai correr o Brasileiro Moto1000GP em 2015 com a sua Honda preta fosco e dourado. A expectativa é grande, já que o nível do campeonato cresce a cada ano e a qualidade dos pilotos vem crescendo no mesma velocidade. Hoje à tarde acontecem os treinos cronometrados que decidem a classificação para a corrida de domingo, que será transmitida ao vivo pelo Site www.moto1000GP.com.br

Nas 250cc temos dois Pilotos que disputam pela segunda vez a temporada no Moto1000GP: Hebert Pereira e Giovandro Tonini.

Giovandro Tonini, piloto da Santin Racing, disputará com a sua Honda twister 250cc. Em 2014 Giovandro enfrentou muitas dificuldades com o equipamento, mas foi notória a sua qualidade e competitividade em vários momentos do campeonato, participando de várias disputas durante as etapas da temporada passada, destacamos a segunda etapa em Interlagos onde Giovandro disputou de igual para igual com os melhores pilotos da atualidade na categoria. O ano de 2015 pode ser o ano de evoluir ainda mais.

Giovandro Tonini

Giovandro Tonini


Outro piloto que destacamos entre os gaúchos, também nas 250cc é o Hebert Pereira. Piloto da Escola RAD Racing, Hebert disputou com a sua Kavazaki Ninja 250cc, o Moto1000GP em 2014 pela Equipe ACLAT Racing. A oportunidade oferecida pela Aclat promoveu muitos aprendizados e crescimentos na careira de Hebert. Em entrevista exclusiva para o Automobilismo em Foco durante a 2a. etapa do GP Gaúcho, Hebert fez questão de agradecer muito a ACLAT Racing e Alen Modesto por toda a temporada de 2014: ‘Correr ao lado de Luciano Ribodino e Alen me fez aprender muito. Ano passado eu sofri muitos problemas por quedas, a falta de experiência de lidar com a pressão e querer a vitória a qualquer custo me fizeram cometer muitos erros e cair am algumas provas, o que dificultava muito na disputa pelo campeonato já que não marcava pontos’.
Hebert Pereira

Hebert Pereira


Hebert reforça que o apoio da família é muito importante e que a sua mãe é realmente uma base sólida em sua vida e que o ajuda a se manter no foco e no caminho dos seus objetivos. Em 2015 Hebert mantém a sua Ninja, mas agora defendendo a Equipe Motonil PDV, onde vai novamente ter a oportunidade de dividir o Boxe com o pilotos de extrema qualidade, como por exemplo o paranaense Wesley Gutierres, melhor brasileiro na GP1000 Pró em 2014.

Nesse sábado a tarde acontecem os treinos cronometrados que decidem a classificação para a corrida de domingo, que será transmitida ao vivo pelo Site www.moto1000GP.com.br

Automobilismo em Foco (Giovani Chiossi)
Fotos: André Cobalchini Chacal e Paulo Peralta


878 dias ago by in Motociclismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.