http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Fórmula Truck: Regis Boessio promete pódio no Velopark

Piloto da ABF Desenvolvimento Team fechou sua campanha na temporada 2011 com segundo lugar em Brasília

Pelo quinto ano consecutivo, a Fórmula Truck abre a temporada no Rio Grande do Sul. O GP Petrobras, primeira etapa dos campeonatos Brasileiro e Sul-Americano, será disputado neste domingo (4) no Autódromo Internacional Velopark, em Nova Santa Rita, com largada às 13h05 e transmissão ao vivo da corrida pela Rede Bandeirantes, em HD. A programação de treinos terá início na tarde desta sexta-feira (2).

A torcida gaúcha, reconhecida pelos pilotos como a mais participativa do automobilismo brasileiro, terá atenção especial no Velopark à atuação de Regis Boessio. O piloto da cidade de Canoas, inscrito com o Mercedes-Benz número 83 da ABF Desenvolvimento Team, o mesmo que conduziu aos quatro pódios que conquistou em 2011 – quarto lugar no Rio de Janeiro, terceiro em Goiânia, quinto em Curitiba e segundo em Brasília.

“Aqui a torcida é diferente de qualquer outro lugar, é maravilhosa, e isso acaba mexendo, sim, um pouquinho com a cabeça do piloto que está correndo em casa”, testemunha Boessio. “Acho que isso é bom, no meu caso, ajuda. A pressão é maior, é verdade, mas a gente acaba se dedicando com um carinho especial, busca isso com mais vontade, porque sabe que a torcida está lá junto com você. Quero comemorar com a torcida”, avisa.

A preparação de Boessio em 2012 não contemplou sessões de testes de pré-temporada. “Muitas equipes tiveram mudanças nos caminhões, treinaram, estão fazendo o trabalho de acerto em cima das novidades. Nós não mexemos absolutamente nada. Do jeito que o caminhão terminou o campeonato do ano passado ele foi guardado, revisado e vai para o Velopark. Pelo nível em que a gente estava no fim de 2011, isso é muito bom”, considera.

O rendimento do caminhão leva Boessio a traçar metas ousadas para a disputa no Velopark. “A expectativa é de que o resultado venha. Meu trabalho vai ser para largar entre os oito primeiros, acelerar forte e conseguir um pódio. O trabalho tem de ser muito sério, precisa ter dedicação. Meu maior foco ainda é o trabalho pela marca no campeonato. O caminhão tem capacidade, acho que posso dizer que o piloto também”, pondera.

O piloto gaúcho foi considerado uma das surpresas positivas do último campeonato. Foi quarto colocado na pontuação final do Campeonato Brasileiro e na etapa decisiva, em Brasília, obteve seu melhor resultado na categoria, um segundo lugar. “Eu tinha a chance da primeira vitória, mas tinha problemas no caminhão há muitas voltas e passei metade da corrida aliviando o pé para não quebrar. Foi no sufoco, mas no fim deu certo”, lembra.

Regis Boessio, único gaúcho no grid da Fórmula Truck, pilota o Mercedes-Benz da ABF Desenvolvimento Team

Correr de Fórmula Truck no Velopark será uma experiência inédita para Boessio, que se ausentou da categoria em 2010, ano da corrida nesta pista. “O que eu tenho de experiência no Velopark foi uma participação no Gaúcho de Marcas, também em 2010. Consegui o sexto lugar no grid, um grid que tinha 45 carros, e estava em quinto quando um outro menino perdeu a freada ao final da reta e me atropelou da pista”, recorda, descontraído.

As características do circuito gaúcho de 2.278 metros podem trazer uma dificuldade para Boessio. Ele pilota o único modelo “bicudo” de caminhão da F-Truck, o modelo Mercedes-Benz 1938. “Pela distribuição de peso, o caminhão tem uma tendência de sair muito de frente, esse é um fator que vai complicar um pouquinho a situação de pilotagem nessa pista. É uma dificuldade que nós vamos ter de contornar nos treinos”, ele diz.

Texto: Grelak Comunicação
Fotos: Orlei Silva


2063 dias ago by in Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response