http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Fórmula Truck: Em prova tumultuada Salustiano vence em Londrina

Mesmo chegando na frente Régis Boéssio ficou com a segunda posição

O Autódromo Ayrton Senna em Londrina, no Paraná, recebeu o Grande Prêmio Crystal de Fórmula Truck. Dentro da pista muita adrenalina e emoção durante toda a prova, que foi dividida em duas partes: com e sem chuva.

O gaúcho Régis Boéssio largou na pole position e segurou a posição bravamente. Nas primeiras voltas ele sofreu a pressão de Djalma Fogaça, o Caipira Voador, mas após um erro na aproximação Djalma perdeu contato com o gaúcho e também duas posições na prova. Mas a prova não estava fácil para Boéssio. Sem a pressão do Caipira Voador, era a vez de Paulo Salustiano brigar pela liderança da prova.

Boéssio fez uma excelente prova

Boéssio fez uma excelente prova


Aos 15 minutos de prova Salustiano atacou Boéssio, que tenou segurar bravamente a posição, mas depois de três curvas de disputa o piloto do caminhão #55 passou. Em seguida começou uma chuva forte na pista. Com chuva veio a bandeira vermelha determinando uma parada de 20 minutos, para troca de pneus.

Com a chuva mais calma e os caminhões de pneus novos foi dada a largada. Era a vez de Boéssio colocar pressão em Salustiano. Com melhor rendimento na pista molhada o gaúcho foi pra cima do truck #55, e faltando 4 voltas para final da corrida ele conseguiu a ultrapassagem. Mas, segundo o regulamento, ele ainda teria que tirar a vantagem de quase 6 segundos que Salustiano conquistou na primeira parte da prova. Boéssio mesmo vencendo a prova ficou com a segunda colocação, pois não deu tempo para buscar diferença, o que levou Salustiano a sua primeira vitória na Fórmula Truck.

“Meu caminhão no seco não era tão bom, tanto que na primeira parte da corrida, acabei perdendo uma posição. Já, quando choveu, pude recuperar a liderança, acabei chegando em primeiro, mas pelo regulamento – que somou ao tempo final a diferença entre os caminhões antes da paralisação – terminei em segundo. Mas não fico chateado não, se esse é o regulamento, todos devemos seguir. Eu sei que podemos melhorar mas sei também que a vitória vai chegar”, afirmou Boéssio.
7b12c7f1baab0fa5f466a23480340aeb
O estreante Digo Pachenki também fez uma bela prova na chuva, e na segunda prova na categoria ele conseguiu o seu primeiro pódium, terminando a corrida na 3ª posição.
A próxima etapa será no dia 19 de maio em Caruaru, Pernambuco.

Confira o resultado final do GP Crystal de Fórmula Truck, válida pela segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck:

1º) Paulo Salustiano (SP/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 58:30.277
2º) Regis Boessio (RS/Mercedes-Benz), ABF Desenvolvimento Team, 58:32.886
3º) Diogo Pachenki (PR/Mercedes-Benz), ABF Racing Team,58:37.021
4º) Leandro Reis GO/Scania), Original Reis Competições, 58:38.927
5º) André Marques (SPMAN), RM Competições, 58:43.776
6º) Beto Monteiro (PE/Iveco), Scuderia Iveco, 58:44.787
7º) Roberval Andrade (SP/Scania), Ticket Car Corinthians Motorsport, 59:00.591
8º) João Marcos Maistro (PR/Volvo), Clay Truck Racing, 59:03.592
9º) Pedro Muffato (PR/Scania), Muffatão, 59:08.821
10º) Jansen Bueno (PR/Volvo), DB Motorsport, 59:10.207
11º) Valmir Benavides (SP/Iveco), Scuderia Iveco, 59:12.098
12º) Alberto Cattucci (SP/Volvo), ABF/Volvo, 59:22.439
13º) Ronaldo Kastropil (SP/Scania), Ticket Car Corinthians Motorsport, 59:26.853
14º) José Maria Reis (GO/Scania), Original Reis Competições, 59:28.081
15º) Debora Rodrigues (SP/MAN), RM Competições, 59:38.040
16º) Djalma Fogaça (SP/Ford), 72 Sports/Ford Racing Trucks, 59:42.041
17º) Edu Piano (SP/Ford), Território Motorsport, 00:13.026
18º) Felipe Giaffone (SP/MAN), RM Competições, a 3 voltas
19º) Pedro Gomes (SP/Ford), 72 Sports/Ford Racing Trucks, a 5 voltas
20º) Leandro Totti (PR/MAN), RM Competições, a 6 voltas
21º) Rogério Castro (GO/ Volvo), ABF Motorsport, a 11 voltas
22º) Adalberto Jardim (SP/MAN), RM Competições, a 11 voltas
23º) Danilo Dirani (SP/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, a 12 voltas
24º) Luiz Lopes (SP/Iveco), Lucar Motorsports, a 18 voltas
25º) Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, a 21 voltas
Melhor Volta: Leandro Totti, 1:37.577 (média: 116.03 km/h)

Classificação do campeonato após 2 etapas:

1 º) Paulo Salustiano, 48 pontos
2 º) Régis Boessio, 41
3 º) Wellington Cirino, 32
4 º) Diogo Pachenki, 26
5 º) Geraldo Piquet, 23
6 º) Valmir Benavides, 16
7 º) João Maistro, 15
7 º) Leandro Reis, 15
7 º) André Marques, 15
10 º) Leandro Totti, 11
11 º) Beto Monteiro, 10
11 º) Alberto Cattucci, 10
13 º) Roberval Andrade, 8
14 º) Ronaldo Kastropil, 7
15 º) Pedro Muffato, 6
15 º) Jansen Bueno, 6
17 º) Djalma Fogaça, 5
18 º) Debora Rodrigues, 2
19 º) José Maria Reis, 1

Campeonato de marcas

1 º) Mercedes-Benz, 124 pontos
2 º) Scania, 33
3 º) Volvo, 31
4 º) Man Latin America, 27
5 º) Iveco, 26
6 º) Ford, 4

Texto: Automobilismo em Foco (Murilo Carvalho)
Fotos: Orlei silva


1751 dias ago by in Automobilismo | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response