http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Fórmula 1.6: Marcelo Giacomello dominou a etapa do Velopark

O jovem piloto da serra começou o campeonato gaúcho de Fórmula 1.6 com a faca nos dentes e o pé no porão

O domingo de velocidade realizado no final de semana passado não foi só a estreia do campeonato 2012 da Fórmula 1.6, dos pilotos matarem a saudade de acelerar forte com suas “baratinhas voadoras”, também foi o dia de colocar em prática novidades técnicas e desportiva: na primeira foi a estreia do sistema de gerenciamento e injeção eletrônica Pro Tune, da Dacar Motorsport; e as novidades não terminaram por aí, pois os pneus argentinos NA Carrera agora calçam os fórmulas, pneus estes trazidos lá dos hermanos pelo competente Johnny Bonilla. Já na parte desportiva a forma de pelear mudou um pouco, com a realização de duas provas independentes, ou seja, cada bateria uma prova.

Mas novidades a parte, o que interessava os pilotos era entrar na pista e acelerar. E foi isso que o jovem piloto de Bento Gonçalves, com seus 27 anos, Marcelo Giacomello fez, entrou no sábado já com os dois pés no pedal da direita e virou rápido em todas as sessões dos treinos livres, porém, aquela velha máxima que nem tudo são flores, na quarta sessão a suspensão traseira esquerda quebra dando um baita susto no piloto e na equipe.

Como diria o experiente narrador Perna, “Giacomello terá que passar no teste do cuecômetro”. Por muito pouco o final de semana não foi por água abaixo com um porrão no muro. Era hora da Scuderia Macchina, uma das mais competentes e organizadas da categoria, colocar a não na massa e deixar o bólido afinado, pois a classificação seria no sábado mesmo.

São nessas horas de adversidades que se separam os homens das crianças, e depois de tudo arrumado na “baratinha” vermelha, hora de ir para a pista e andar forte na classificação. Pronto… pole position foi pouco: Marcelo fez a pole e bateu o recorde da pista do Velopark, cravando 59,828. O final de semana começava a ficar bom.

O domingão não podia ser melhor, dia claro, de sol e aquele calorzinho típico aqui dessas querências. Hora da verdade então, pois treinos são treinos e “carreras son carreras”. A primeira corrida foi bastante disputada, mesmo com apenas 12 carros na pista, tanto na frente quanto nas posições intermediárias. Ok, mas quem disse que a turma da Scuderia Macchina tomou conhecimento disso? Não satisfeito com a quebra de recorde da pista, Marcelo Giacomello resolveu quebrar o recorde de prova, com 1:00.003 e média de velocidade de 136,673km/h.

No meio das baterias tem intervenção do safety car para agrupamento do grid e, depois de feito isso, a turma é liberada para sentar a bota novamente. E na primeira corrida dá para se dizer, sem medo de ser feliz, que Marcelo Gicomello fez barba, cabelo e bigode; chegando na primeira posição depois de 24 voltas e 25:00.657 de prova.

A segunda bateria, ou corrida pelas novas regras, o grid é invertido nas oito primeiras posições. Como regras são regras, era hora de Marcelo largar lá da oitava posição e assim foi feito. Luz vermelha apagada, hora de fazer as “baratinhas” andarem e vir buscar o “prejuízo”. Mas a sorte da Scuderia Macchina terminou por ali, a fórmula acabou tendo quebra do garfo da caixa de câmbio, fazendo com que Marcelo voltasse para os box rebocado. O espetáculo das fórmulas ficou a cargo das peleias entre Pedro Castro, Antônio Grasseli e Rodrigo Gonzalez; os três primeiros da segunda corrida.

O saldo do final de semana, apesar das adversidades, foi positivo para o simpático piloto da Serra Gaúcha, com o lugar mais alto no pódio na primeira corrida e nono na geral, na segunda corrida. A estreia das mudanças na categoria não poderiam ser melhores, pois quebras de recordes não acontecem a todo final de semana.

A Scuderia Macchina e o piloto Marcelo Giacomello tem o patrocínio das Lojas Benoit, que conta com 174 lojas espalhadas pelos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

Agora é ajustar as “baratas voadoras” para a próxima etapa, dia 28 de abril, no templo da velocidade do Rio Grande do Sul. O Autódromo de Tarumã irá tremer…

Texto e Imagens: Automobilismo em Foco (Fernando Peres Nunes)
Vídeo: MVGSpeed


2089 dias ago by in Automobilismo | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response