http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Copa Fusca: começo de temporada nada fácil para Norberto Correa

O ano de 2012 não começou bem para a equipe Grupo Apul / Premio Car Racing, logo na primeira rodada da Copa Fusca o bólido de numeral 79, pilotado por Norberto Correa, enfrentou diversos problemas desde os primeiros treinos.

Com um motor quebrado logo após cinco voltas no primeiro treino livre, a equipe se viu sem ação e partiu para um plano B, enquanto no autódromo desmontava o carro para achar o motivo da quebra, a equipe de apoio se deslocava de Santa Maria até Nova Santa Rita trazendo o motor reserva, que estava apenas parcialmente montado.

Após intensa madrugada de trabalho para montagem do “cascudinho” 79, para colocá-lo no grid para a primeira bateria do dia. Logo após a largada, Correa conseguiu uma boa arrancada, ganhando posições importantes, mas a direção de prova cancelou a mesma. Na segunda largada, o piloto ainda estava posicionando seu carro no grid quando a luz verde foi acionada, assim perdendo muito tempo e tendo que correr atrás do prejuízo. Durante toda a bateria o piloto lutou contra um baixo rendimento do motor, e se aproveitou de um safety-car para encostar no pelotão. Na relargada, que ocorreu na última volta, passou o carro 98, o mesmo acabou se atrapalhando e batendo em Norberto, que acabou ficando pelo caminho e não completou a prova.

A equipe trabalhou duro para colocar o carro novamente na disputa, além disso, também trabalhou no carro número 9, mas o piloto não se sentiu confortável para voltar a pista. O carro de Norberto Correa recebeu mudanças no motor para tentar melhorar o rendimento.

Na saída de box para alinhamento o carro começou a apresentar uma falha e apagar, após a equipe efetuar um reparo de emergência o piloto saia dos boxes faltando 1 minuto para o fechamento, mas acabou barrado na saída de box. “Escutei a direção de prova falando em um minuto e não levei todo este tempo para percorrer o pitlane, acabei novamente ficando no prejuízo”.

Largando dos boxes o carro #79 da equipe Grupo Apul / Premio Car Racing começou a render melhor que a primeira bateria e com isso o piloto conseguiu passar vários competidores até chegar no pelotão da frente, mas novamente o motor traiu Correa e apagou novamente, obrigando o piloto a abandonar a prova.

“Tivemos um final de semana péssimo, para esquecer mesmo, mas o saldo positivo foi que a equipe não se entregou em nenhum momento e que nosso carro tem bastante potencial para as próximas provas. Vamos resolver o problema de motor para Tarumã e brigar pela vitória, finalizou o piloto da equipe.

Texto: Copa Fusca RS
Imagens: Automobilismo em Foco (Fernando Peres Nunes)


2027 dias ago by in Automobilismo | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response