http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Copa Fiat: Equipe Fittipaldi tem final de semana difícil em Interlagos

Christian não completou a primeira prova, mas pontuou na segunda e está em terceiro na tabela. Zaccarelli não disputou a segunda bateria

A rodada dupla da quarta etapa da Copa Fiat, que aconteceu em Interlagos (SP) neste final de semana (18 e 19), foi bastante disputada, mas não trouxe os resultados esperados pela equipe Fittipaldi no início da segunda metade da competição. Christian Fittipaldi, que chegou como líder, agora está em terceiro lugar e espera realizar duas corridas perfeitas em Brasília (próxima etapa), para poder continuar na briga pelo título. Com problemas no motor, o companheiro de equipe, Mauri Zaccarelli, não chegou a participar da segunda bateria.

Christian largou em quinto na primeira prova e chegou a ganhar uma posição no grid, mas, na sequência, um toque de Victor Guerin no Fiat Linea de número 1 da equipe Fittipaldi – na curva do Pinheirinho – fez o carro rodar na pista. Guerin foi advertido e Christian foi obrigado a abandonar a competição (com problemas no carro) e ver André Bragantini assumir a liderança provisória do campeonato com a vitória.

Largando da última fila na segunda prova do dia (que teve sistema de grid invertido para os oito primeiros colocados), Fittipaldi correu com motor novo, e conseguiu chegar em oitavo, pontuando e garantindo o terceiro lugar na classificação, com 72 pontos. Cacá Bueno venceu a segunda prova e assumiu a liderança (96 pontos), seguido de André Bragantini (95), que chegou em segundo.

Único piloto brasileiro a ter participado nas três principais categorias do automobilismo mundial (F-1, Indy e NASCAR), Christian vai usar toda a sua experiência para recuperar os pontos perdidos nesta quarta etapa. “Se eu pudesse pintar um final de semana para as corridas, juro que não conseguiria pintar um quadro pior do que esse. Não marquei ponto na primeira bateria e larguei em penúltimo na segunda. A culpa não foi de ninguém. A culpa é desta situação toda, onde meu carro entortou inteiro e eu acabei, praticamente, passeando durante a corrida. Não estava nem um pouco competitivo. Agora, o campeonato fica bem difícil, porque precisamos de duas corridas perfeitas em Brasília para continuar na briga pelo título. Vamos precisar de um pouco de sorte também”, desabafou o piloto paulista, que tem cinco pódios no campeonato 2012 (duas vitórias, um segundo e dois terceiros).

O piloto Mauri Zaccarelli cruzou a linha em 13º, a 57.618 do primeiro colocado.

No comando do Fiat Linea de número 2, o empresário do ABC paulista, Mauri Zaccarelli, ficou com o 13º lugar na primeira bateria e não chegou a participar da segunda rodada por conta de um superaquecimento no motor. “Realmente não fomos bem em Interlagos. Na primeira bateria tive um problema – um toque logo na primeira volta no Laranja – que me comprometeu, mas mesmo assim continuei. Fiz umas duas ou três ultrapassagens, só que na última volta tive um problema de temperatura de óleo. Para nossa infelicidade, tivemos dois motores quebrados. Como a equipe já tinha iniciado a troca do motor do Christian, não tinham o que fazer no meu carro. A frustração é grande, mas corrida é corrida. Vamos ter que tentar melhorar na próxima”, comentou o estreante na categoria, que há doze anos não participava de corridas.

A penúltima rodada da Copa Fiat será disputada nos dias 8 e 9 de setembro, em Brasília (DF).

Confira os resultados em Interlagos:

Resultado da 7ª etapa

1º André Bragantini, 14 voltas em 28:27.460
2º Cesinha Bonilha, a 3.658
3º Cacá Bueno, a 4.363
4º Giuliano Losacco, a 15.438
5º Wellington Justino, a 28.729
6º Clemente Faria Jr., a 29.712
7º Leonardo Nienkotter, a 29.745
8º Ulisses Silva, a 30.075
9º Fernando Nienkotter, a 31.995
10º Luir Miranda, a 42.218
11º Carlos Eduardo, a 46.147
12º Betinho Sartório, a 48.487
13º Mauri Zaccarelli, a 57.618
14º Rogério Castro, a 59.643
15º José Vitte, a 1 volta

Não completaram

Victor Guerin, a 4 voltas
Christian Fittipaldi, a 6 voltas
Popó Bueno, a 13 voltas

Resultado da 8ª etapa:

1º Cacá Bueno, 13 voltas em 27:13.744
2º André Bragantini, a 0.556
3º Giuliano Losacco, a 2.269
4º Leonardo Nienkotter, a 6.649
5º Popó Bueno, a 18.177
6º Ulisses Silva, a 21.013
7º Cesinha Bonilha, a 21.831
8º Christian Fittipaldi, a 22.274
9º Luir Miranda, a 23.082
10º José Vitte, a 27.307
11º Wellington Justino, a 41.970
12º Betinho Sartório, a 2 voltas
13º Rogério Castro, a 2 voltas

Não completaram

Clemente Faria Jr., a 8 voltas
Victor Guerin, a 9 voltas
Fernando Nienkotter, a 9 voltas
Carlos Eduardo, a 13 voltas
Mauri Zaccarelli, a 13 voltas

A nova classificação do campeonato:
1º Cacá Bueno, 96 pontos; 2º André Bragantini, 95; 3º Christian Fittipaldi, 72; 4º Giuliano Losacco, 54; 5º Cesinha Bonilha, 48; 6º Ulisses Silva, 33; 7º Wellington Justino, 32; 8º Popó Bueno, 28; 9º Leonardo Nienkotter, 26; 10º Edson do Valle, 16; 11º Luir Miranda, 14; 12º Allam Khodair, Clemente Faria Jr, e Fernando Nienkotter, 6; 15º Mauri Zaccarelli, 5; 16º Rogério Castro e Betinho Sartório, 4; 18º Antonio Jorge Neto e José Vitte, 3; 20º Carlos Eduardo, 1.

Acompanhe os pilotos da equipe Fittipaldi pelo twitter:
@fittitweet
@Maurizaccarelli

Texto: FGCom (Fernanda Gonçalves / Paula Maia) – (11) 8245-4511 / ID 7*707756
Imagens: Duda Bairros


2161 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response