http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Copa Fiat: Cacá Bueno sofre capotagem a 200 km/h provocada por adversário

Piloto da equipe Itaú escapou ileso de acidente provocado por Edson do Valle; mesmo sem marcar pontos na corrida disputada na tarde de hoje, Cacá segue na disputa pela liderança do campeonato após vencer corrida da manhã deste domingo

A imagem é impressionante: o atual bicampeão da Copa Fiat, Cacá Bueno, leva um toque de Edson do Valle e capota com seu carro a mais de 200 km/h na prova desta tarde em Curitiba (PR). O piloto da equipe Itaú escapou ileso do acidente, mas perdeu a chance de sair desta rodada na liderança do campeonato, após vencer a corrida disputada ontem e também a realizada hoje pela manhã: ele é o vice-líder do campeonato, com 69 pontos, dois atrás de Christian Fittipaldi.

Após a corrida, Cacá Bueno demostrou revolta pelo acidente visivelmente causado por um toque proposital do adversário.

“Esta foi a quarta vez que sofri uma capotagem deste tipo, e nem foi a mais forte. Mas foi certamente a mais revoltante, porque foi consequência de uma atitude estúpida que jamais poderia vir de um piloto profissional. Pior: esta não foi a primeira vez que ele fez isso, sendo que já tomou uma suspensão de 180 dias por atitude anti-desportiva. Ele faz um movimento para bater na minha roda traseira e girar meu carro em plena reta, a mais de 200 km/h. Tenho as imagens de minha câmera on board que mostram isso”, diz Cacá.

Outro agravante é que, depois do acidente, Edson do Valle não compareceu à torre de controle da prova, onde foi chamado para prestar esclarecimentos. “Não podemos deixar que este tipo de atitude fique impune, porque este ato irresponsável poderia ter sérias consequências”, diz Cacá. Valle foi excluído da prova por atitude anti-desportiva.

Mesmo escapando ileso, o piloto da equipe Itaú sofrerá com a perda material de seu carro – totalmente destruído após a capotagem. “Só neste final de semana a gente venceu duas corridas. Estávamos com um carro muito bem ajustado e agora vamos ter que correr atrás de tudo novamente”, diz Cacá.

Popó Bueno chegou na 12a colocação após largar na primeira fila. “Mais uma vez tive um motor que não estava compatível com o bom rendimento do meu carro. Sendo assim, tive que me defender o tempo todo de adversários que estavam mais rápidos que eu nos trechos de reta”, diz Popó, que cruzou a linha em quinto, mas recebeu uma punição de 20s e, com isso, ficou fora dos pontos.

A próxima rodada dupla da Copa Fiat será no dia 19 de agosto, em Interlagos, São Paulo.

Resultado da 5ª etapa

1º Cacá Bueno, 18 voltas em 27:18.169
2º Christian Fittipaldi, a 2.086
3º André Bragantini, a 2.433
4º Leonardo Nienkotter, a 3.794
5º Ulisses Silva, a 21.698
6º Cesinha Bonilha, a 22.408
7º Popó Bueno, a 25.409
8º Edson do Valle, a 31.685
9º Betinho Sartório, a 42.695
10º Mauri Zaccarelli, a 59.333
11º Fábio Carvalho, a 1 volta
12º Fernando Nienkotter, a 3 voltas

Não completaram
José Vitte, a 6 voltas
Luir Miranda, a 10 voltas
Antônio Jorge Neto, a 11 voltas
Wellington Justino, a 12 voltas
Giuliano Losacco, a 16 voltas
Rogério Castro: excluído por atitude antidesportiva

Resultado da 6ª etapa:

1º André Bragantini, 17 voltas em 27:29.942
2º Ulisses Silva, a 2.629
3º Cesinha Bonilha, a 4.141
4º Giuliano Losacco, a 6.307
5º Luir Miranda, a 7.779
6º Wellington Justino, a 8.179
7º Fernando Nienkötter, a 10.474
8º Betinho Sartório, a 15.266
9º Fábio Carvalho, a 16.525
10º José Vitte, a 18.553
11º Mauri Zaccarelli, a 25.800
12º Popó Bueno, a 26.101
13º Leonardo Nienkotter, a 38.192
14º Serafin Jr., a 4 voltas

Não completaram:

Cacá Bueno, a 9 voltas
Christian Fittipaldi, a 11 voltas
Antonio Jorge Neto, a 14 voltas
Rogério Castro, a 15 voltas
Edson do Valle: excluído por atitude antidesportiva

A nova classificação do campeonato: 1, Christian Fittipaldi, 71; 2, Cacá Bueno, 69; 3, André Bragantini, 63; 4, Giuliano Losacco, 36; 5, Ulisses Silva, 31; 6, Popó Bueno, Wellington Justino e Cesinha Bonilha, 24; 9, Edson do Valle e Leonardo Nienkotter, 16; 11, Luir Miranda, 12; 12, Alam Khodair, 6; 13, Mauri Zaccarelli, 5; 14, Rogério Castro e Betinho Sartório, 4; 16, Antonio Jorge Neto, José Vitte e Fernando Nienkotter, 3.

Texto: RF1 Jornalismo
Imagens: Duda Bairros


1910 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response