http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Com mais uma vitória na Porsche Cup, Ricardo Baptista tem dia perfeito em Interlagos

Campeão de 2007 larga em oitavo por ter vencido prova anterior, mas ultrapassa adversários e abre vantagem confortável rumo ao bi. Demais posições do pódio são disputadas até a última volta.

O sábado perfeito de Ricardo Baptista em Interlagos foi completado por mais uma vitória na quinta etapa da Porsche Cup. Além de ter vencido as duas corridas do dia, o campeão de 2007 contou com resultados ruins do piloto que até então era seu maior adversário na temporada, Clemente Lunardi, para abrir uma vantagem confortável na ponta do campeonato. As disputas pelos demais lugares do pódio duraram até a última volta e encerraram em grande estilo a tarde do Porsche GT3 Cup Challenge Brasil no autódromo paulistano.

O sábado perfeito do piloto Ricardo Baptista.

Por causa da regra que determina a inversão dos oito primeiros colocados da primeira corrida do dia para a formação do grid da segunda, Baptista largou em oitavo, mas foi na segunda volta, completada por ele em quarto, que o líder do campeonato começou a ganhar espaço. Obteve uma posição na terceira volta, outra na quarta. A manobra que lhe deu a vitória aconteceu na nona volta, quando, na Descida do Lago, superou Marcel Visconde, que largara da pole position e era líder até então.

Na segunda corrida, por causa das regras, Baptista largou em 8º colocado na inversão do grid.

Visconde conseguiu manter a segunda posição, apesar de grande pressão dos adversários até a última das 16 voltas. Ele recebeu a bandeirada 0s427 à frente de Fábio Viscardi, que, por sua vez, teve 0s722 de vantagem sobre Marcelo Franco, 1s077 sobre Ronaldo Kastropil e 2s587 sobre Maurizio Billi. Kastropil, estreante nesta etapa, conquistou, assim, seu segundo pódio do dia.

O segundo colocado, Marcel Visconde, em uma bela corrida manteve a segunda colocação.

Ronaldo Kastropil, estreante nesta etapa, conquistou seu segundo pódio do dia.

Alguns incidentes marcaram a décima prova de 2012. Pedro Queirolo, que completou a primeira volta em segundo, rodou na segunda volta e teve de fazer uma corrida de recuperação para conclui-la em sétimo. Beto Posses disputava a terceira posição com Viscardi quando saiu da pista na Junção, mas pôde continuar na prova. Lunardi, líder do campeonato até a terceira etapa, teve problemas na suspensão de seu carro, rodou no Laranjinha e fechou o sábado sem marcar pontos. Ele havia feito uma superlargada, passando de último para nono ao fim da primeira volta.

“Hoje deu tudo certo para mim”, resumiu Baptista. “A largada foi meio tumultuada, acho até que perdi posição. Quando tudo se acomodou e formou a linha, o Marcel começou a abrir. Minha intenção era fazer ultrapassagens e não me envolver em acidentes.” Sobre o campeonato, Baptista evitou fazer previsões: “Acabamos de sair da primeira metade da temporada. Penso corrida a corrida, sempre tentando fazer o melhor”.

Ricardo Baptista termina o final de semana em Interlagos como líder do campeonato, com 190 pontos.

Marcel, segundo colocado, analisou sua corrida: “O Ricardo estava mais rápido. A largada foi boa e o pessoal se enroscou um pouco, mas depois que o Ricardo me passou o carro foi piorando. No final, tive que fazer aquele ‘segura’ clássico”. Viscardi, por sua vez, celebrou seu melhor final de semana na Cup: “Teve um pessoal meio afoito na largada, não esperaram o melhor momento para ganhar posição. Fui passando alguns carros e, no final, o Marcel perdia rendimento. Não deu para passar, mas o importante era ter cautela e pensar nos pontos para o campeonato”, afirmou o piloto, que agora está apenas um ponto atrás do vice-líder Clemente Lunardi.

Resultado final da prova 10 da Porsche Cup:
1) 27-Ricardo Baptista, 16 voltas em 27:57.576, média de 148,122 km/h
2) 55-Marcel Visconde, a 7.702
3) 81-Fabio Viscardi, a 8.129
4) 70-Marcelo Franco, a 8.851
5) 53-Ronaldo Kastropil, a 9.206
6) 40-Maurizio Billi, a 10.716
7) 13-Pedro Queirolo, a 19.319
8) 18-Zeca Feffer, a 20.436
9) 09-Guilherme Figueirôa, a 21.287
10) 75-Henrique Assunção, a 29.026
11) 52-Roberto Posses, a 29.909
12) 63-Sérgio Ribas, a 31.073
13) 11-Omilton Visconde Jr, a 34.218
14) 16-Esio Vichiese, a 47.814
15) 64-Henry Visconde, a 50.302
16) 36-Charles Reed, a 3 voltas
17) 07-Clemente Lunardi, a 13 voltas

Não largaram: 10-Adalberto Baptista e 51-Otávio Mesquita

Melhor Volta: Ricardo Baptista(27), 1:43.190 (média de 150,502 km/h), na 6ª volta

Classificação da Porsche Cup após 10 provas:
1) Ricardo Baptista, 190 pontos; 2) Clemente Lunardi, 136; 3) Fábio Viscardi, 135; 4) Marcel Visconde, 127; 5) Roberto Posses, 110; 6) Marcelo Franco, 83; 7) Guilherme Figueirôa, 75; 8) Maurizio Billi, 71; 9) Pedro Queirolo, 67; 10) Otávio Mesquita, 64; 11) Zeca Feffer, 62; 12) Tom Valle, 49; 13) Omilton Visconde Júnior, 46; 14) Daniel Paludo, 40; 15) Adalberto Baptista, 38; 16) Eduardo de Souza Ramos, 30; 17) Esio Vichiese, 29; 18) Sérgio Ribas, 26; 19) Ronaldo Kastropil, 24; 20) Charles Reed, 19; 21) Henry Visconde, 13; 22) Henrique Assunção, 10; 23) Marcos Barros, sem pontos.

Texto: Assessoria de Imprensa LetraNova Comunicação
Imagens: Automobilismo em Foco (Fernando Conto Ferreira)


1961 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response