http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Com fim de semana perfeito, Liuzzi se emociona ao conquistar Troféu Ayrton Senna

Campeão mundial de kart de 2001 vence pela primeira vez, com Buemi em segundo. Depois de corrida batalhada, Felipe Massa completa pódio

Foi um domínio poucas vezes visto. A nona edição do Desafio das Estrelas teve em Vitantonio Liuzzi seu principal protagonista. O italiano, que tem no currículo um título mundial de kart (2001), liderou quatro dos cinco treinos realizados no Kartódromo Beto Carrero, em Penha (SC). E o desempenho nos treinos acabou refletido na corrida deste domingo, quando Liuzzi derrotou um grid de 24 grandes pilotos com larga experiência internacional.

Foto: Duda Bairros

Foto: Duda Bairros

Mesmo liderando treinos e sendo muito veloz, depois de cruzar a bandeira quadriculada ex-piloto das equipes Red Bull, Toro Rosso, Force India e HRT sentiu forte emoção: “Quando recebi o Troféu Ayrton Senna, me emocionei muito. Foi um momento especial para mim”, resumiu Liuzzi na entrevista coletiva. Logo a seguir, ele completou: “Este troféu terá um lugar muito especial na minha casa. Vou fazer uma redoma para que fique em destaque”. O belíssimo Troféu Ayrton Senna é uma estatueta banhada em ouro esculpida pelo artista plástico paulista Wilson Iguti. A peça relembra o legado do tricampeão brasileiro no ano em que se completam duas décadas de sua morte.

Foto: Duda Bairros

Foto: Duda Bairros

Corrida – Largando da pole-position, Liuzzi manteve a ponta na largada e sumiu na frente, enquanto a disputa pelo segundo lugar pegava fogo entre Julio Campos e Lucas di Grassi. Esta briga, além de beneficiar Liuzzi, que fugia na frente, também favoreceu outros dois pilotos: Sebastien Buemi e Felipe Massa.

“Foi um fim de semana maravilhoso. O kart estava muito bom após uns ajustes feitos entre o treino e classificação. Definitivamente, encontramos o melhor acerto. Larguei bem, pude abrir dos outros com ajuda da briga lá atrás e essa foi a chave da corrida”, destaca Liuzzi.

O italiano Liuzzi pintou e bordou no kartódromo de Santa Catarina.

O italiano Liuzzi pintou e bordou no kartódromo de Santa Catarina.

Buemi, piloto de testes da Red Bull, foi quem mais impressionou: largando em 13º, fez ultrapassagens ousadas e foi escalando o pelotão até se estabelecer com facilidade em segundo. Massa, que partiu em sexto, levou a melhor na em uma dura briga com Di Grassi e Campos, garantindo o terceiro lugar na volta final e se estabelecendo como o melhor brasileiro nesta edição. Já Di Grassi acabou saindo da pista durante o embate. Seu kart e o de Massa se tocaram, o Lucas bateu nos pneus e abandonou.

Recuperação – “Foi uma ótima corrida. Larguei mais para trás após errar na classificação e tive de me recuperar. Foram grandes disputas, com alguns contatos e, no fim, tive sorte ao conseguir escapar das confusões quando estava em segundo lugar. O fim de semana foi muito legal e agradeço a todos por isso”, ressaltou Buemi.

Com uma excelente corrida de recuperação, Buemi chega Sebastien Buemi, a 6s021 do primeiro colocado.

Com uma excelente corrida de recuperação, Buemi chega a 6s021 do primeiro colocado.

Se, para Liuzzi, a prova foi tranquila, o mesmo não pode ser dito dos outros. Toques, rodadas e situações tensas foram constantes e inevitáveis. Foi o caso dos toques entre Felipe Giaffone e Augusto Farfus, ou a rodada de Beto Monteiro. Como resultado, detritos e alguns pedaços de carenagem acabaram interferindo na prova. Foi o que aconteceu com Rubens Barrichello, que teve o pneu furado e foi obrigado a ir aos boxes para efetuar a troca.

“A corrida foi muito batalhada e com muitos toques, coisas de corrida mesmo. Acabei perdendo tempo no início, mas consegui me recuperar e brigar pelas três primeiras posições. Sobre o incidente com o Lucas, ele saiu lento demais antes da última curva, que era pé embaixo, e o toque foi inevitável. Foi um evento legal, muito disputado, com diversas ultrapassagens, e queria dar parabéns ao Liuzzi e ao Buemi, que tiveram excelentes atuações”, resume o anfitrião Felipe Massa.

O anfitrião Felipe Massa peleou muito, conseguindo o terceiro posto com um muita garra e determinação.

O anfitrião Felipe Massa peleou muito, conseguindo o terceiro posto com um muita garra e determinação.

Como resultado, os estrangeiros agora lideram na disputa geral: são cinco vitórias (além de Liuzzi, Michael Schumacher venceu duas vezes, enquanto Jaime Alguersuari e Jules Bianchi têm uma conquista cada) contra quatro dos brasileiros (Massa, Barrichello, Di Grassi e Daniel Serra).

Confira o resultado final da nona edição do Desafio das Estrelas:

1. Vitantonio Liuzzi, 29 voltas em 26min23s055
2. Sebastien Buemi, a 6s021
3. Felipe Massa, a 10s601
4. Julio Campos, a 11s484
5. Antonio Pizonia, a 11s584
6. Daniel Serra, a 11s829
7. Nelsinho Piquet, a 13s733
8. Felipe Nasr, a 19s970
9. Valdeno Brito, a 30s533
10. Pietro Fittipaldi, a 31s465
11. Beto Monteiro, a 31s548
12. Luciano Burti, a 32s081
13. JP Oliveira, a 32s237
14. Luiz Razia, a 32s366
15. Bruno Senna, a 32s541
16. Popó Bueno, a 37s213
17. Ricardo Zonta, a 38s601
18. Felipe Giaffone, a 1 volta
19. Rubens Barrichello, a 3 voltas
20. Lucas di Grassi, a 8 voltas

Não completaram

Allam Khodair, a 15 voltas
Augusto Farfus, a 23 voltas
Ricardo Maurício, a 27 voltas
Bia Figueiredo, a 29 voltas

Melhor volta: Sebastien Buemi, 53s901

Texto: XYZ Live Press – (11) 95472-0163 / (11) 95772-9682
Imagens: Automobilismo em Foco (Marcus Cicarello) e Duda Bairros


1379 dias ago by in Kart , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response