http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Cirino enaltece corrida “em casa” de define recuperação como palavra de ordem

Motivado pelo resultado dos testes no dinamômetro, tetracampeão frisa boa condição de vitória na sexta etapa da Fórmula Truck

A volta do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck a Cascavel sempre traz boas lembranças a Wellington Cirino. Tetracampeão da categoria, o piloto da ABF Santos Desenvolvimento aponta o circuito paranaense, que será palco da sexta etapa, no dia 4 de agosto, como sua “casa” no automobilismo – foi no autódromo cascavelense que o representante de Francisco Beltrão deu início à carreira no automobilismo, depois do aprendizado no kart.

Até chegar à Fórmula Truck, Cirino disputou cinco temporadas estaduais no automobilismo. “Corri de Hot-Fusca em 1992, de Marcas & Pilotos em 1993 e 1994 e participei dos dois primeiros anos da Copa Corsa em 1995 e 1996, e sempre tive Cascavel como minha casa”, recorda. “Me sinto em casa lá, com o calor da torcida, dos amigos, dos conhecidos, existe esse histórico de ter sido a minha primeira pista. Sempre há um astral muito bom lá”.

Com poles em duas das cinco corridas já disputadas, Cirino ocupa o quinto lugar na classificação do campeonato

Com poles em duas das cinco corridas já disputadas, Cirino ocupa o quinto lugar na classificação do campeonato


Cirino obteve a pole-position em três edições da etapa cascavelense da Fórmula Truck, em 2001, 2002 e 2004. Foi também em 2004 que conquistou a única vitória na cidade. “Passou perto outras vezes, também. No ano passado, mesmo, eu estava liderando a corrida e tive um problema, tive que desistir”, faz questão de frisar o piloto, que mostra disposição para repetir as conquistas de 2004 na corrida que vai abrir a segunda metade da temporada.

O resultado dos testes feitos no dinamômetro da equipe, em Santos, dá a Cirino motivos para apostar em tal desempenho. “Conseguimos um ganho de potência sem aumentar o risco de quebra. A equipe trabalhou muito e sei que vou ter uma ótima chance de brigar pela pole e pela vitória. Não é só discurso, eu estou muito confiante, mesmo. E tem ainda um diferencial a meu favor, que é conhecer um pouco mais de Cascavel e de gostar de correr lá”, diz.

O paranaense da ABF Santos Desenvolvimento é recordista absoluto de pole-positions da Fórmula Truck, com 28. Duas delas foram conquistadas neste ano, nas etapas de Tarumã, onde venceu, e de Goiânia. Ele é quinto na tabela com 54 pontos, a 23 do líder Leandro Totti. “A intenção é andar bem e sair de Cascavel um pouco mais próximo do Totti. A categoria está com um equilíbrio muito grande, quem aproveitar melhor os detalhes vai se dar bem”, pondera.

Dono dos títulos de 2001, 2003, 2005 e 2008, Wellington Cirino admite a expectativa da conquista do pentacampeonato. “Temos 160 pontos em jogo até o fim do ano e a recuperação é a ordem na nossa equipe. Precisamos planejar essa reação etapa a etapa, para chegar à última corrida do ano ainda com uma chance boa de título”, anima-se. Após cinco etapas, o Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck tem a seguinte classificação:

1º) Leandro Totti (SP/Volkswagen), RM Competições-MAN Latin America, 77
2º) Paulo Salustiano (SP/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 71
2º) Régis Boessio (RS/Mercedes-Benz), ABF Desenvolvimento Team, 71
4º) Beto Monteiro (PE/Iveco), Scuderia Iveco, 60
5º) Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz), ABF Santos Desenvolvimento, 54
6º) Geraldo Piquet (DF/Mercedes-Benz), ABF Santos Desenvolvimento, 53
7º) Valmir Benavides (SP/Iveco), Scuderia Iveco, 42
8º) Diogo Pachenki (PR/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 40
9º) Leandro Reis (GO/Scania), Original Reis Competições, 39
10º) João Marcos Maistro (PR/Volvo), Clay Truck Racing, 30
11º) Roberval Andrade (SP/Scania), Ticket Car Corinthians Motorsport, 26
12º) André Marques (SP/Volkswagen), RM Competições-MAN Latin America, 24
12º) Djalma Fogaça (SP/Ford), 72 Sports/Ford Racing Trucks, 24
14º) Alberto Cattucci (SP/Volvo), ABF/Volvo, 22
15º) Adalberto Jardim (SP/Volkswagen), RM Competições-MAN Latin America, 20
16º) Alex Caffi (ITA/Iveco), Dakarmotors, 17
17º) Rogério Castro (GO/Volvo), ABF/Volvo, 15
18º) Pedro Muffato (PR/Scania), Muffatão, 12
18º) Edu Piano (SP/Ford), Território Motorsport, 12
18º) Ronaldo Kastropil (SP/Scania), Ticket Car Corinthians Motorsport, 12
21º) José Maria Reis (GO/Scania), Original Reis Competições, 10
21º) Jansen Bueno (PR/Volvo), DB Motorsport, 10
23º) Felipe Giaffone (SP/MAN), RM Competições-MAN Latin America, 8
24º) Luiz Lopes (SP/Iveco), Lucar Motorsports, 4
25º) Débora Rodrigues (SP/Volkswagen), RM Competições-MAN Latin America, 2

Texto: Grelak Comunicação
Fotos: Orlei Silva


1580 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response