http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Campeonato Brasileiro de Spyder Race: De último para a vitória

Depois de desclassificados, pilotos do protótipo n° 06 da Guerra Motorsport conquistam a vitória na pista gaúcha de Guaporé.

A primeira vez da única categoria nacional de protótipos na cidade gaúcha de Guaporé também coroou um novo vencedor no certame: na verdade, a dupla formada pelo paulista Leo Burti e pelo carioca Valter Pinheiro (Guerra Motorsport).

Depois e largaram na última posição, ao lado do companheiro de equipe e atual líder do certame, o mato-grossense Raijan Mascarello, Leo Burti que largou e fez a primeira parte da corrida deu um show na largada pulando para a terceira colocação.

Os vencedores, depois de uma prova de recuperação, Leo Burti e Valter Pinheiro

Peter Januário que largou em primeiro lugar com o protótipo n° 88 da RSports perdeu a ponta já no início para Fernando Fortes (SP Mec). Na segunda volta em uma manobra arrojada, Burti e Mascarello ultrapassaram cara um por um lado Januário, subindo para segundo e terceiro lugares respectivamente.

O piloto Peter Januário, da RSports, acabou não segurando a primeira posição.

Na categoria Spyder Race Light, o pole position Carlos Eduardo (Cesinha Competições) teve que largar dos boxes devido a um problema na ponta de eixo traseira direita do seu protótipo n° 17. Mesmo dos boxes, o piloto ainda tentou permanecer na pista para somar pontos importantes para o campeonato, mas parou depois de duas voltas mesmo sendo o mais rápido da categoria, com a melhor volta em 1min16s131.

Peter Jr. (SP Mec) que não conseguiu participar do classificatório devido a problemas no câmbio tentava uma prova de recuperação, mas um toque na traseira de Ronaldo Kastropil (Autogiro) desalinhou o protótipo n° 18 do jovem piloto tirando suas chances de evolução na prova.

Quem assumiu a ponta foi o curitibano Jansen Bueno (RSports), enquanto Jeferson Leandrini (Benfica Competições), segundo colocado na categoria travava uma luta na pista com Peter Januário pela 5ª colocação no geral a partir da 5ª volta.

Em uma tocada muito agressiva, Leo Burti superou Fortes na 10ª volta e começou a abrir vantagem, chegando a 2s334 na 14ª volta.

Com a abertura de box na 17ª volta, Fortes foi o primeiro a fazer a parada obrigatória; Burti aproveitou a pista livre e fez sua parada apenas uma volta mais tarde, passando a pilotagem para o carioca Valter Pinheiro.

Na 22ª volta, Pinheiro mantinha-se na ponta com 2s210 em relação à Fernando Fortes; duas voltas depois, Mascarello que vinha em terceiro lugar balançava seu carro devido a um pneu furado, o que tirava a chance do mato-grossense em lutar pelas primeiras colocações.

A partir das 28ª volta, Fortes começava a diminuir a vantagem em relação ao líder. No 31º giro a diferença já caíra para 1s444; duas voltas depois diminuiria para 0s877.

Na bandeira quadriculada, Valter Pinheiro chega a sua primeira vitória na categoria principal com apenas 0s138 em relação à Fernando Fortes. A dupla formada por Peter Januário e Leandro Romera subiria no pódio em terceiro lugar, à frente de Ronaldo Kastropil e Mascarello que conseguiu fechar na 5ª colocação.

O piloto Raijan Mascarello cruzou a linha de chegada na oitava posição.

Na categoria Spyder Race Light, vitória de Jansen Bueno, com Leandrini na segunda posição e Peter Jr. fechando o pódio em terceiro lugar. Com a vitória, a terceira consecutiva, Bueno assume a ponta na categoria.

Depois de ser campeão em 2011 da categoria Spyder Race Light, o carioca Valter Pinheiro venceu pela primeira vez na principal, graças a um excelente trabalho da sua equipe e também da guiada inicial de seu companheiro, o paulista Leo Burti, muito elogiado pela concorrência.

“O Leo Burti tem uma guiada muito limpa e correta”, comentou o segundo colocado, Fernando Fortes. “A minha equipe conseguiu encontrar o problema que tínhamos com meu carro apenas no domingo, onde consegui um carro muito competitivo. Tenho muito que agradecer ao meu chefe de equipe, Carlos Doninha e a todos da SP Mec por esse resultado”, finalizou novo líder da categoria com 117 pontos, um ponto a mais que Mascarello.

Na Spyder Race Light, novo líder também: Jansen Bueno assume a ponta com 97 pontos, seguido por Leandrini com 77 pontos; Carlos Eduardo que não pontuou nessa etapa caiu para o terceiro lugar com 73 pontos, um a mais em relação a Peter Jr.

Confira o resultado final da 6ª etapa realizada em Guaporé (RS):

1) Leo Burti / Valter Pinheiro (Guerra Motorsport) – Race
2) Fernando Fortes (SP Mec) – Race
3) Peter Januário / Leandro Romera (RSports) – Race
4) Jansen Bueno (Rsports) – Light
5) Jeferson Leandrini (Benfica Competições) – Light
6) Ronaldo Kastropil (Autogiro) – Race
7) Peter Jr. (SP Mec) – Light
8) Raijan Mascarello (Guerra Motorsport) – Race

Não terminaram:

Henrique Assunção (RJ Racing) – Race – abandonou na 6ª volta
Carlos Eduardo (Cesinha Competições) – Light – abandonou na 4ª volta

Melhor volta: Leo Burti / Valter Pinheiro – Race – 1min14s370
Jansen Bueno – Light – 1min14s996

Para visualizar mais imagens da Spyder Race, clique aqui.

A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Spyder Race acontece no dia 14 de outubro no Autódromo Internacional de Tarumã (RS).

O Campeonato Brasileiro de Spyder Race tem patrocínio de Scorro, Benfica, FullPower Energy Drink, SuaInternet.com e Pirelli.

Texto: Vitor Garcia (VG3 – Assessoria de Imprensa e Comunicação) – Spyder Race
Imagens: Automobilismo em Foco (Fernando Peres Nunes) – (51) 9372-0606 / (51) 9468-0906


1848 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response