http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Boessio aponta campeonato de marcas como prioridade na Fórmula Truck

Quarto colocado no campeonato de 2011, gaúcho segue defendendo a Mercedes-Benz pela ABF Desenvolvimento Team

A quarta colocação na classificação final do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck em 2011 surpreendeu Regis Boessio. O piloto gaúcho da ABF Desenvolvimento Team vislumbrava um lugar entre os 10 primeiros colocados e, depois de subir ao pódio em quatro das sete corridas que contaram pontos para a competição nacional, reconhece uma pressão maior para as 10 etapas que vão compor os campeonatos Brasileiro e Sul-Americano em 2012.

“A minha meta principal sempre foi fazer a maior soma de pontos para o campeonato de marcas”, conta o gaúcho, que em 2012 seguirá pilotando um Mercedes-Benz. “Meu objetivo não foi pessoal, eu estava focado num objetivo para a marca. E acabei sendo o segundo melhor piloto da Mercedes”, constata, satisfeito. “Claro que tenho meus objetivos pessoais, mas tenho bem firme na cabeça que o trabalho no campeonato de marcas é minha prioridade”.

No ano passado, três corridas da Truck valeram pelo Sul-Americano e as outras sete, pelo Brasileiro. Boessio pontuou em cinco dessas sete. Abriu a campanha com um quarto lugar no Rio de Janeiro. Foi sétimo em Caruaru e voltou ao pódio em Goiânia, com o terceiro lugar. Ficou sem pontuar nas duas etapas seguintes, em Londrina e Guaporé. O terceiro pódio do ano veio com o quinto lugar em Curitiba. Em Brasília, na etapa final, ficou em segundo.

Uma das experiências marcantes para o gaúcho na última temporada foi figurar na disputa direta pela vitória em Brasília. “Eu tive a chance de vitória, mas por outro lado eu sabia que não poderia ganhar, porque meu equipamento vinha com problemas, eu não estava dando 100%. Estava com 80%, porque sabia que se forçasse não chegaria ao final. Foi uma corrida em que aprendi muito, principalmente sobre administrar uma situação desfavorável”, conta.

Ele também destaca a evolução proporcionada pelo trabalho em dupla com o paranaense Leandro Totti, outro piloto da equipe. “Aprendi muita coisa com ele, que é muito rápido e entende do assunto. Esse vai ser o segundo ano junto dele na equipe, estou certo de que vamos ter um ganho no trabalho em equipe e com isso levar os caminhões mais para a frente. E neste ano chega o Luiz Lopes à equipe, também. Acho que vai ser um grande ano”, aposta.

“Terminar o campeonato em quarto lugar foi um bom retorno, não posso reclamar nem um pouco. A cobrança para 2012 aumenta, sem dúvida. A gente gera, pessoalmente, uma cobrança maior, cria uma expectativa muito grande”, admite o piloto da ABF Desenvolvimento Team, único gaúcho no grid da Truck – que abrirá a temporada no Rio Grande do Sul, dia 4 de março, com o retorno ao Autódromo Internacional Velopark, na cidade de Nova Santa Rita.

Regis Boessio é piloto da Fórmula Truck desde 2006, quando estreou pilotando um caminhão Iveco, por equipe própria. Em 2007, competiu com um dos caminhões da DF Motorsport/Ford Racing Trucks, mas retomou a atuação pela Boessio Competições em 2008 e 2009, com um caminhão Volvo. Afastou-se da categoria em 2010, alegando motivos pessoais – atuou nos campeonatos Gaúcho e Brasileiro de Marcas – e retornou aos caminhões em 2011.

Texto: Grelak Comunicação – (45) 3037-6667
Imagens: Orlei Silva


2144 dias ago by in Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response