http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

BMW Team Brasil conquista pódios em Curitiba e segue líder na GT3 com Cacá Bueno e Claudio Dahruj

Na prova deste domingo, Bueno e Dahruj ficaram em segundo. Brito e Constantino terminaram em terceiro

O BMW Team Brasil segue na liderança do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo na categoria GT3. Após a 2ª etapa (3ª e 4ª provas da temporada), realizada neste final de semana (26 e 27) no autódromo internacional de Curitiba (PR), a dupla Cacá Bueno e Claudio Dahruj (BMW Z4 de número #0) deixou a pista na mesma posição em que começou a disputa: na ponta do campeonato. Os pilotos têm agora 69 pontos, seis de vantagem para os vice-líderes (Cleber Faria e Duda Rosa / Mercedes).

Na corrida deste domingo, Bueno e Dahruj ficaram em segundo lugar, após largar em terceiro. Na prova de sábado, eles haviam ficado em terceiro, mas a desclassificação da Mercedes de Sergio Jimenez e Paulo Bonifácio (vencedores neste domingo) fez a dupla da BMW subir para segundo. Na temporada já são quatro pódios em quatro corridas: uma vitória, dois segundos e um terceiro lugar.

No outro carro da equipe na GT3, Valdeno Brito e Constantino Jr. subiram ao pódio pela primeira vez na temporada (3º lugar). Constantino largou em sétimo e com arrojo já assumiu a terceira posição na primeira curva. Após a troca de pilotos, Valdeno chegou a estar em segundo lugar, mas foi ultrapassado por Cacá Bueno, finalizando em terceiro. Na prova de sábado, a dupla ficou em quinto.

Vantagem

No final da prova, Cacá Bueno chegou a encostar muito na Mercedes de Jimenez, mas preferiu não arriscar, pois era a liderança do campeonato que estava em jogo. Além disso, muitos carros tiveram pneus furados.

“Em Curitiba, fura muito pneu, pois a gente acaba correndo muito apoiado, então todo mundo que cai pra lá da zebra da entrada da reta tem que tomar muito cuidado na volta. Eu preferi administrar porque eu sabia que valia a liderança”, declarou o piloto, tetracampeão da Stock Car e estreante na GT.

“Está sendo um campeonato maravilhoso. A gente chegou aqui com um pontinho só na frente e agora a diferença é maior. Estamos todos de parabéns”, completou.

Constantino, que na 1ª etapa (no Rio Grande do Sul) bateu o BMW Z4 nos treinos livres e não disputou as provas, ficou feliz com o pódio e ressaltou sua excelente largada. O piloto também falou sobre o lastro a mais que carrega, com relação aos outros competidores, para que haja equilíbrio na categoria. Constantino e Valdeno estão com 30 kg a mais que os principais concorrentes.

“A corrida pra mim se resumiu à largada. Me posicionei bem, saí de sétimo pra terceiro. Daí por diante foi conviver com o excesso de peso do carro. Estava muito difícil de guiar. Mas de forma geral, foi uma corrida divertida. Tentei manter um ritmo constante até terminar meu trecho e passar a direção pro Valdeno na melhor posição possível”, destacou Constantino.

A dupla do BMW Z4 de número #1 está em sétimo no campeonato, com 26 pontos. “Sem dúvida hoje tivemos um bom resultado. Queria parabenizar o Constantino que teve uma largada excepcional. Queria até dar umas dicas pra ele, mas agora acho que vou ter que pegar algumas com ele”, brincou. “Apesar dos nossos problemas com o peso do carro, é bom estar aqui no pódio. O campeonato é longo e muita coisa ainda pode acontecer”, ressaltou o paraibano Valdeno Brito, bicampeão da GT3.

Pneu furado tira vitória da equipe BMW na GT4

Se na GT3 deu tudo certo para o BMW Team Brasil, a mesma sorte não acompanhou os BMW M3 na categoria GT4. A dupla Patrick Gonçalves e Matheus Stumpf, que largaria na pole position, nem pode alinhar o carro de número #11 no grid. A quebra do câmbio, que prejudicou a corrida dos pilotos no sábado, não foi solucionada para a disputa da etapa.

Com isso, os companheiros Leonardo Cordeiro e Vitor Genz ganharam uma posição no grid e largaram na frente. A dupla andou forte e chegou a abrir grande vantagem. Genz entregou o BMW M3 de número #12 em primeiro para Cordeiro, que manteve a mesma performance. Um pneu furado, no entanto, levou os pilotos para os boxes e a dupla voltou na quinta posição.

“Tínhamos um ritmo muito bom e estávamos bem à frente do segundo colocado. Infelizmente o pneu furado comprometeu toda a nossa prova”, lamentou Cordeiro, até então líder do campeonato. A dupla havia vencido a prova de sábado, mas foi desclassificada por não ter no final da corrida o mínimo de combustível de três litros exigidos para retirada de amostras.

“Foi um final de semana para aprender e levar os acertos para Interlagos”, completou Cordeiro, que agora está em terceiro lugar no campeonato (46 pontos).

Já o gaúcho Vitor Genz, que estreou na equipe nesta etapa como companheiro de Cordeiro, agradeceu pela oportunidade. “Achei muito bom esse primeiro contato com o carro. Na segunda corrida, eu já estava bem mais adaptado, andando rápido e foi uma pena, pois o pneu nos tirou a vitória, que estava praticamente garantida”, concluiu o piloto que é líder do MINI Challenge Cup.

Os vencedores na GT4 foram Valter Pinheiro e Leonardo Burti (Lotus).

Próxima Etapa

O Campeonato Brasileiro de Gran Turismo volta a ser disputado no dia 24 de junho, em Interlagos (SP).

O BMW Team Brasil tem o patrocínio do Banco BMG e BMW do Brasil, co-patrocínio das empresas Eurobike e Lenovo e os apoios: Beta Ferramentas, Salsa Mobion, AutoNeg e Corsa.

Confira o resultado da 2ª corrida da etapa de Curitiba:

1º) 22 – P.Bonifacio/S.Jimenez (MB, SP/SP), 37 voltas em 51:14.342 (média de 160,09 km/h)
2º) 0 – C.Bueno/C.Dahruj (BM , SP/SP), a 0.613
3º) 1 – V.Brito/Constatino Jr (BM , PB/SP), a 1.200
4º) 105 – V.Faria/R.Guerra (MB , SP/SP), a 25.140
5º) 3 – R.Derani/C.Ricci (FE , SP/RS), a 25.912
6º) 30 – C.Faria/D.Rosa (MB , SP/RS), a 31.810
7º) 15 – F.Tozzo/R.Mascarello (FE , RS/MT), a 1 volta
8º) 17 – L.Varassin/R.Mathias (VI , PR/SP), a 1 volta
9º) 16 – M.Hahn/A.Kohdair (LA , SP/SP), a 1 volta
10º) 20 – F.Ebrahim/W.Ebrahim (AU , PR/PR), a 1 volta
11º) 46 – C.Kray/A.Toso (LA , RS/RS), a 2 voltas
12º) 6 – V.Pinheiro/L.Burti (LO , SP/SP), a 3 voltas *
13º) 8 – E.Oliveira/W.Freire (FE , SP/SP), a 3 voltas *
14º) 57 – S.Laganá/A.Hellmeister (AM , SP/SP), a 3 voltas *
15º) 82 – M.Melo/J.Gonçalves (GI , SP/SP), a 3 voltas *
16º) 12 – L.Cordeiro/V.Genz (BM , SP/RS), a 4 voltas *
17º) 10 – C.Almeida/P.Ventura (LA , RS/RS), a 12 voltas
18º) 21 – F.Greco/V.Rossete (MA , SP/SP), a 20 voltas *
19º) 18 – F.Poeta/R.Sandoval (LA , RS/RS), a 32 voltas

*Categoria GT4

Classificação da GT3 (10 primeiros):

1 Cacá Bueno e Claudio Dahruj 69
2 Cleber Faria e Duda Rosa 63
3 Fabio e Wagner Ebrahim 49
4 Renan Guerra e Vanuê Faria 42
5 Claudio Ricci e Rafael Derani 41
Marcelo Hahn e Allam Khodair 41
7 Valdeno Brito e Constantino Junior 26
8 Felipe Tozzo e Raijan Mascarello 25
Anderson Toso e Carlos Kray 25
10 Paulo Bonifácio e Sérgio Jimenez 20

Classificação da GT4:

1 Sergio Laganá e Alan Hellmeister 66
2 Valter Rossete e Fabio Greco 49
3 Leonardo Cordeiro 46
4 William Starostik 35
5 Valter Pinheiro e Leonardo Burti 33
6 William Freire e Eduardo Oliveira 32
7 Matheus Stumpf e Patrick Gonçalves 17
8 Marçal Melo e João Gonçalves 13
9 Vitor Genz 11

Texto: Fernanda Gonçalves / Paula Maia
Imagens: Race One


1945 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave A Response