http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

Acidente em treino livre tira a vida do piloto Daniel Lenzi em Curitiba

Representante paranaense no Moto 1000 GP não resiste a série de paradas cardíacas após acidente em treino livre

Um acidente neste sábado (25) em Curitiba tirou a vida do piloto paranaense Daniel Lenzi, 34 anos. Ele disputava a categoria GP 1000 do Moto 1000 GP pela equipe Grinjets e sofreu um acidente no quarto e último treino livre para a sexta etapa da temporada de 2014, no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais. O piloto foi socorrido com vida ao Hospital Marcelino Champagnat, em Curitiba, onde o óbito foi confirmado às 14h30.

5abf1faff06b604358d52618d34de0c8

O acidente de Lenzi ocorreu no início da tarde, no quarto e último treino livre para o GP Curitiba. Na entrada da curva do Pinheirinho, um toque lateral com o paulista Nick Iatauro fez com que o paranaense saísse da pista e fosse arremessado contra o guard-rail. “Foi um acidente em um lugar inabitual para saídas de pista, numa tarde com ótima condição de pista e visibilidade normal”, observou o diretor de prova Domingos Oliveira Júnior.

O treino foi imediatamente paralisado com bandeira vermelha. “Levamos poucos segundos para chegar ao local do acidente”, contou o doutor Carlos Wahle, chefe da equipe médica do Moto 1000 GP. “Encontramos o piloto em decúbito ventral (de bruços) e com grande sangramento. O piloto foi imobilizado, entubado e transferido com vida ao hospital. Todo o procedimento, incluindo o trajeto até hospital, levou dez minutos”, narrou.

No Hospital Marcelino Champagnat, Lenzi foi entregue à equipe médica chefiada pela doutora Carine Psendeiur, que é composta por 12 profissionais entre médicos, enfermeiros, socorristas e técnicos. “O primeiro diagnóstico, que fizemos ainda na ambulância, foi de trauma das vias áreas, trauma da base do crânio e de face”, detalhou o doutor Wahle. A morte de Lenzi deu tom formal de luto ao GP Curitiba, sexta etapa da temporada de 2014.

52f7925d0f4721f6da3e946794b17be2_600

“Nós perdemos mais que um piloto. Perdemos um grande amigo, um dos sorrisos mais alegres do nosso evento”, lamentou o diretor do Moto 1000 GP, Gilson Scudeler. “Daniel era cordial e prestativo, amigo de todos, sempre disposto a colaborar no que fosse necessário, sempre trazia um astral muito bom para o ambiente do campeonato”, atribuiu. “O evento está de luto, não teremos nenhum procedimento festivo”, antecipou.

Campeão da Copa Mercosul em 2010, Lenzi atuava no Moto 1000 GP desde 2012. Terminou o campeonato de estreia em 21º, tendo a nona posição na etapa de Curitiba como melhor resultado. No ano passado, marcou pontos em sete das oito corridas e finalizou a temporada em 12º lugar, conquistando uma sétima posição na etapa de Campo Grande. Ele havia apontado o GP Curitiba como oportunidade de pontuar pela segunda vez em 2014.

Texto: Grelak Comunicação – (45) 3037-6667
Imagem: Equipe Sanderson


1092 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.