http://farm9.staticflickr.com/8121/8656013157_e45c9229ab_o.pnghttp://automobilismoemfoco.com.br/wp-content/midia/loja-de-rolamentos-novo-hamburgo.gifhttps://c1.staticflickr.com/1/319/32630170275_2dfd0d1bae_o.png

28ª edição da Cascavel de Ouro terá transmissão ao vivo por televisão e internet

Com duração de três horas, corrida deste sábado no Autódromo Zilmar Beux integra programação festiva dos 62 anos da cidade de Cascavel

A prova de longa duração de maior tradição no automobilismo do Paraná terá neste sábado (15) a 28ª edição de seus 47 anos de história. Duplas e trios de vários estados vão disputar no Autódromo Zilmar Beux a Cascavel de Ouro, que integra a programação oficial de eventos comemorativos ao 62º aniversário de Cascavel. A data festiva, 14 de novembro, será marcada na pista por treinos livres e classificatórios para a corrida.

Romanini-Biberg (3)_600

Contemplando o regulamento técnico do Festival Brasileiro de Marcas & Pilotos 1.6, que admite carros enquadrados nos vários campeonatos regionais existentes pelo país, a 28ª Cascavel de Ouro terá duração de três horas. As equipes estimam entre três e quatro paradas obrigatórias para reabastecimento dos carros e revezamento dos pilotos. O grid, com 26 carros, será definido na tarde desta sexta-feira (14).
Uma das novidades da Cascavel de Ouro na 28ª edição é a transmissão ao vivo pela CATVE, afiliada cascavelense da Rede Cultura. As três horas de corrida também poderão ser acompanhadas pelos telespectadores da Paraná Educativa e do canal Esporte Interativo. Na internet, haverá transmissão pelo portal catve.com.br. A geração de imagens é da Master/CATVE, responsável pelo serviço nas principais competições nacionais.

Romanini-Biberg (1)_600

SUPERAÇÃO
Uma das duplas confirmadas na 28ª Cascavel de Ouro é formada pelos cascavelenses Marco “Tiko” Romanini e Ingmar “Guinho” Biberg. Inscritos com o Renault Clio número 88 da Stumpf Preparações, equipe comandada pelos irmãos Muriel Stumpf e Jorge Júnior, os pilotos apostam na superação para as três horas de corrida que vão colocar em disputa o tradicional troféu composto por uma serpente cunhada em ouro.
“Foi um trabalho de superação de toda a equipe”, define Romanini. “Nós optamos por um carro novo, o Clio. A construção do carro foi meticulosa e só conseguimos fazer os primeiros testes na pista a dez dias da corrida. Como é normal em casos como esse, de um carro recém construído, surgiram algumas coisas que precisamos refazer. Agora está tudo pronto. Não dá para saber em que nível vamos estar, mas sei que seremos competitivos”, diz.

28ª CASCAVEL DE OURO – PROGRAMAÇÃO
(Horários de treinos e corrida no Autódromo Zilmar Beux)
Sexta-feira, 14 de novembro
9h00 – primeiro treino livre oficial (90 minutos)
10h45 – segundo treino livre oficial (75 minutos)
13h30 – terceiro treino livre oficial (60 minutos)
16h00 – treino classificatório do grupo 1 (30 minutos)
16h40 – treino classificatório do grupo 2 (30 minutos)
Sábado, 15 de novembro
9h30 – warm up (30 minutos)
13h50 – abertura oficial
14h00 – largada da 28ª Cascavel de Ouro (180 minutos)

CASCAVEL DE OURO – GALERIA DE CAMPEÕES
(Os vencedores de todas as 27 edições da corrida)
1967 – Rodolfo Scherner/Bruno Castilho (Laranjeiras do Sul/Curitiba), Simca
1970 – Sérgio Valente Withers (Curitiba), Volks Divisão 5
1971 – Pedro Muffato (Cascavel), Puma Spartano
1973 – Francisco Lameirão (São Paulo), Avallone
1974 – Pedro Muffato (Cascavel), Avallone
1975 – Pedro Muffato (Cascavel), Avallone
1976 – Nelson Piquet (Brasília), Super Vê
1980 – Marcos da Silva Ramos (Curitiba), Chevette
1982 – Aroldo Bauermann (Porto Alegre), Fórmula 2
1983 – Edgar Favarin (Cascavel), Fusca
1984 – Cláudio Elbano (Curitiba), Passat
1985 – Saul Mário Caús (Cascavel), Opala
1986 – Dilso Sperafico (Toledo), Hot-Fusca
1987 – Aloysio Ludwig Neto (Cascavel), Dodge
1988 – Ruy Chemin (Cascavel), Dodge
1989 – Marcos Corso (Curitiba), Passat
1990 – Edgar Favarin/Clênio Faust (Cascavel/Francisco Beltrão), Passat
1991 – Edgar Favarin/Milton Serralheiro (Cascavel), Gol
1992 – Constantino Júnior (Brasília), March-Honda Fórmula 3
1993 – Cláudio Girotto/Lourenço Barbatto (São Paulo), Aldee
1994 – Edgar Favarin/David Muffato/Gilson Reikdall (Cascavel/Cascavel/Curitiba), Aldee
1996 – Edgar Favarin/Valmor Emílio Weiss (Cascavel/Curitiba), Gol
1997 – Valmor Emílio Weiss/Antônio Espolador (Curitiba), Gol
2003 – Flávio Poersch/Aloysio Ludwig Neto (Cascavel), Voyage
2004 – David Muffato/Ruy Chemin (Cascavel), Escort
2005 – Edgar Favarin/Flavio Poersch (Cascavel), Escort
2012 – Sérgio Jimenez/Paulo Bonifácio (Piedade/São Paulo), Mercedes-Benz SLS AMG

Texto: Luc Monteiro
Imagem: Cleocinei Zonta


1008 dias ago by in Automobilismo , Notícias | You can follow any responses to this entry through the RSS feed. You can leave a response, or trackback from your own site.